30 de maio de 2024
Brasil

Witzel anuncia sócio em escritório de advocacia como secretário no RJ

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), anunciou nesta terça (13) sete secretários de sua gestão. Entre eles está o advogado Lucas Tristão, 31, seu sócio num escritório de advocacia no Espírito Santo, que assumirá a pasta de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego.

Conforme a Folha de S.Paulo revelou, Witzel se tornou sócio de Tristão durante a campanha eleitoral. No mesmo período, o advogado passou a defender uma fornecedora de mão de obra terceirizada, a Atrio Rio, ligada a empresário citado em delação sobre corrupção no Tribunal de Contas do Estado.

O governador eleito apontou as “luvas” pela entrada no escritório, pagas pelo novo parceiro, como parte da origem dos R$ 215 mil que o ex-juiz doou para a própria campanha. À Justiça Eleitoral antes da campanha, ele havia declarado não ter dinheiro em banco.

O advogado é ex-aluno de Witzel, segundo informou a assessoria do eleito. Segundo o currículo divulgado, Tristão “é tributarista, especialista em recuperação de empresas e administração de passivo fiscal”.

Os demais secretários serão o coronel Rogério Figueiredo de Lacerda, 48, atual coordenador das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), como secretário da Polícia Militar, Marcus Vinicius Braga, como secretário de Polícia Civil, o empresário José Luís Cardoso Zamith (Governança), coronel Roberto Robadey Jr. (Defesa Civil), delegado da Polícia Federal Bernardo Cunha Barbosa (Controladoria-Geral do Estado) e o procurador Marcelo Lopes da Silva, como titular da Procuradoria-Geral do Estado.

Witzel, por meio de sua assessoria, disse após o anúncio que se desvinculará de todas as suas funções profissionais até a data de sua titulação e que isso será exigido de seus secretários. (Folhapress)  

{nomultithumb}

Leia mais:


Leia mais sobre: / / / / Brasil