23 de julho de 2024
Política

Weintraub ataca ministros do STF: “Botava esses vagabundos na cadeia”

Foto: Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou, durante a reunião ministerial do dia 22 de abril, que, por ele, colocaria na cadeia os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele ainda proferiu uma ofensa aos integrantes da Corte.

“Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”, disse ele.

Em sua fala, o ministro diz que aceitou o convite para integrar o governo para lutar pela liberdade para “acabar com essa porcaria, que é Brasília”. Ele disse que a capital federal é um “cancro de corrupção, de privilégio”.

“A gente tá perdendo a luta pela liberdade. É isso que o povo tá gritando. Não tá gritando pra ter mais Estado, pra ter mais projetos, pra ter mais… o povo tá gritando por liberdade, ponto. Eu acho que é isso que a gente tá perdendo, tá perdendo mesmo. A ge… o povo tá querendo ver o que me trouxe até aqui. Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”, afirmou.

STF reage

O ministro Celso de Mello enviou as falas de Abraham Weintraub aos demais ministros do Supremo para que “adotem medidas que julgarem pertinentes” — o decano considerou “gravíssima aleivosia” a declaração do ministro da Educação de que “botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”.

“Põe em evidência, além do seu destacado grau de incivilidade e de inaceitável grosseria, que tal afirmação configuraria possível delito contra a honra (como o crime de injúria)”, escreveu no despacho.


Leia mais sobre: / Política