25 de junho de 2022
Videos

Vídeo: Na primeira etapa, Goiás receberá 650 mil doses de vacina contra Influenza

Com a antecipação da Campanha de Vacinação contra Influenza em Goiás, a perspectiva é de que a partir de sexta-feira (13) todas as Secretarias Municipais goianas já tenham as doses para disponibilizar à população. Neste primeiro momento, serão imunizados idosos, profissionais da saúde e pessoas com doenças crônicas.

Continua após a publicidade

“Os 246 municípios vão receber a vacina até quinta-feira. A região metropolitana vamos disponibilizar 50% do total das doses. Porque o maior número de casos está na região metropolitana. Mas outras regionais, nos outros municípios, eles receberão 30% das doses. E a partir das novas remessas do Ministério, nós vamos repor essas doses a todos os municípios. Chegarão amanhã à noite em Goiânia 650 mil doses para a primeira etapa. Até segunda-feira virão mais 300 mil doses e é importante notar que Goiás é o único estado do Brasil que está antecipando a campanha. A campanha Nacional começa dia 23 de abril”, afirmou o secretário de Estado da Saúde (SES-GO), Leonardo Vilela.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira (10), o secretário informou à imprensa sobre os dados referentes à Influenza de 2016 a 2018.

“Verificamos que existe maior número de casos de Influenza relatado em relação ao ano passado, menor que 2016, e uma mortalidade dos casos graves também menor. A gente percebe que há uma letalidade menor do vírus H1N1 em relação a anos anteriores. Também a presença de outros vírus circulantes que causam quadros graves, que levam inclusive ao óbito, que não são Influenza. Portanto, não são prevenidos pela vacina”, disse.

Continua após a publicidade

Além disso, Leonardo Vilela ressaltou que a Saúde de Goiás determinou uma série de medidas para melhorar o atendimento à população durante este momento em que o Estado vive em estado de alerta para H1N1.

“Estamos antecipando a vacinação, estamos qualificando os profissionais de saúde para aplicação correta do protocolo de tratamento, disponibilizando leitos de enfermaria, leitos de UTI para aqueles casos mais graves, temos o medicamento específico para o H1N1, que está distribuído em todo o Estado, temos doses suficientes, nosso laboratório central está preparado para fazer o diagnóstico rapidamente do material coletado dos pacientes suspeitos e nós criamos um Comitê de Enfrentamento que une as Secretarias Municipais, o Ministério da Saúde, a Secretaria Estadual, discutindo as ações estratégicas mais importantes para não deixar que esse quadro de alerta evolua para uma epidemia”, concluiu.

Veja vídeo:

{source}
<iframe src=”https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FDiariodeGoias%2Fvideos%2F1672020836224532%2F&show_text=0&width=560″ width=”560″ height=”315″ style=”border:none;overflow:hidden” scrolling=”no” frameborder=”0″ allowTransparency=”true” allowFullScreen=”true”></iframe>
{/source}

Leia mais:

Leia mais sobre:
Videos