08 de agosto de 2022
Após incêndio

Viaduto da T-63 ainda não tem previsão de operar normalmente, diz Prefeitura

Relatórios com dados coletados sobre incêndio deverão estar concluídos até esta terça-feira (19/07);
Funcionários da Prefeitura seguem trabalhando na remoção de placas de revestimento metálico danificadas pelo incêndio da última sexta-feira (Foto: Divulgação Seinfra)
Funcionários da Prefeitura seguem trabalhando na remoção de placas de revestimento metálico danificadas pelo incêndio da última sexta-feira (Foto: Divulgação Seinfra)

A Prefeitura de Goiânia segue realizando intervenções no Viaduto João Alves de Queiroz, no encontro das avenidas 85 e T-63, após o incêndio na madrugada da última sexta-feira (15/07). Segundo informou a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana (Seinfra) na manhã desta segunda-feira (18/07), os serviços de limpeza no local do viaduto e de retirada de placas danificadas continuam, de forma adequada e com segurança, mas ainda não há previsão de quando o viaduto voltará à sua operação normal.

No último domingo (17/07), a prefeitura recebeu novamente a visita dos dois técnicos e consultores especializados para coleta de dados sobre o incêndio. Os relatórios a serem fornecidos deverão estar concluídos até amanhã, terça-feira (19/07).

“Em uma primeira análise dos técnicos da Seinfra e dos consultores, constatou-se que a estrutura do viaduto está perfeitamente funcional, e não foi atingida de forma agressiva. Porém, é importante que a Seinfra receba tais relatórios para confirmar o diagnóstico. Só depois disso é que a Prefeitura de Goiânia se manifestará sobre a volta operacional do viaduto”, afirmou a pasta, em nota.

Continua após a publicidade

LLEIA TAMBÉM: Suspeito de atear fogo no viaduto da T-63 diz que foi sem intenção (diariodegoias.com.br)

A Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM) também informou que segue com o permanente monitoramento das vias que dão acesso ao Viaduto da T-63.