16 de abril de 2024
De olho

Vereadora cobra projeto de obras de drenagem em Goiânia: “problema sério”

Sabrina Garcez solicitou o contrato das obras de drenagem da capital e agendou uma reunião com a Seinfra para esclarecimentos sobre o andamento dos projetos
Sabrina Garcez cobra esclarecimentos da Seinfra sobre projetos de drenagem de Goiânia. Foto: Reprodução/Redes Sociais
Sabrina Garcez cobra esclarecimentos da Seinfra sobre projetos de drenagem de Goiânia. Foto: Reprodução/Redes Sociais

A vereadora Sabrina Garcez (Republicanos) afirma que solicitou uma cópia do contrato que estabelece o andamento das obras de drenagem em Goiânia. Diante das recentes situações de alagamentos decorrentes das chuvas e problemas de escoamento na capital, a parlamentar cobra um posicionamento da Prefeitura de Goiânia sobre os valores investidos e a atual situação das obras de infraestrutura que prometiam resolver a questão.

Ao Diário de Goiás, Sabrina destacou que quer acompanhar o contrato e entender o que já foi feito. De acordo com a vereadora, a intenção é saber se essas medidas “realmente terão algum efeito, afinal o valor anunciado é substancial e a empresa precisa prestar contas”, pontuou.

Sabrina ressaltou que a situação atual em relação aos alagamentos em Goiânia é um “problema sério” e já cobrou um detalhamento das obras à Prefeitura e aos órgãos responsáveis. “Ontem mesmo encaminhei um ofício a Seinfra (Secretaria de Infraestrutura) pedindo a cópia do contrato e também uma audiência com o secretário para discutir pessoalmente com ele”, afirmou.

A cobrança gira em torno de esclarecimentos sobre os verdadeiros resultados dos investimentos, que somente com o Programa Goiânia Adiante, ultrapassam os R$ 67 milhões. “Como esse investimento está sendo aplicado e se ele é importante para resolver o problema da drenagem. Às vezes, a Prefeitura investiu em uma solução que não esta surtindo efeito, por isso verificar e se for o caso, mudar o rumo da solução”, destaca a vereadora.

Planos mais robustos

Em entrevista ao O Popular, o titular da Seinfra, Denes Pereira, afirmou que as obras pontuais não serão suficientes para a contenção dos danos. A Seinfra diz que aguarda estudos técnicos específicos para elaboração do Plano Diretor de Drenagem Urbana de Goiânia (PDDU), atualmente em elaboração por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Goiânia e a Universidade Federal de Goiás (UFG) para determinar detalhes sobre as obras de contenção e escoamento das águas pluviais na capital.

A Seinfra informou ao Diário de Goiás que a partir do PDDU, espera-se obter uma compreensão detalhada dos problemas e das soluções simuladas em diversos cenários. “Somente a partir desse diagnóstico e prognósticos, aliados à colaboração de todos os envolvidos, será possível transformar essa realidade”, acrescentou. O Plano Diretor está previsto para ser entregue até dezembro de 2024.

Conforme a Seinfra, é provável que, ao finalizar os estudos propostos pelo PDDU, serão recomendadas soluções que vão além de simples obras de engenharia. Além disso, a pasta reiterou o crescimento da malha urbana e problemas de permeabilidade. “É crucial enfatizar a parcela de responsabilidade da população ao desrespeitar os índices de permeabilidade nas áreas urbanas. Futuros empreendimentos deverão controlar as vazões provenientes das precipitações, seja retendo-as dentro do próprio empreendimento ou lançando no sistema público apenas a vazão equivalente ao terreno não desenvolvido”, pontuou a Secretaria.

A própria vereadora menciona que apresentou um Projeto de Lei que visa a criação de jardins em vias públicas, uma alternativa para ajudar na permeabilidade da água na capital. No entanto, Sabrina afirma que aguarda os resultados do estudo para aprimorar os debates sobre o tema. “Vou aguardar o plano de drenagem que está sendo feito pela UFG em parceria com a Prefeitura para ver se faz sentindo essa nossa proposta e também, quando o projeto chegar na Câmara, debater novamente com a sociedade civil”, destacou.

Respostas para as solicitações

Em relação ao detalhamento da cobrança, a vereadora destacou: “O primeiro passo é a cópia do contrato, bem como das medições e dos pagamentos. Uma primeira reunião com o secretário e os técnicos da Seinfra. Com essas informações faremos um debate público com técnicos e especialistas da sociedade civil para a analisar o efeito das medidas tomadas até agora e buscar outras alternativas também”.

Por fazer parte da base aliada do prefeito Rogério Cruz (Republicanos), Sabrina acredita que o debate sobre o andamento dos projetos será positivo. “Por ser da base do prefeito e ter um ótimo relacionamento com o secretário Denes, tenho certeza que com diálogo e debate avançaremos nessa pauta. O secretário Denes sempre que solicitei abriu o debate e o diálogo com nosso mandato. Tenho certeza que nesse assunto será da mesma maneira”, finalizou Sabrina Garcez.


Leia mais sobre: / / / / Cidades / Política

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.