26 de maio de 2024
Nove fora

Veja quais deputados goianos assinaram requerimento sobre CPI das Pesquisas

Dos 17 parlamentares da bancada de Goiás, oito aparecem na lista
Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília (Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados)
Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília (Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados)

O deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ) protocolou um pedido para instaurar, na Câmara dos Deputados, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com a finalidade de investigar empresas de pesquisas eleitorais.

A CPI pretende investigar se pesquisas entre 2014 e 2022 para prefeito, governador, senador e presidente foram usadas politicamente “a fim de influenciar o resultado das eleições em favor de determinados candidatos, partidos ou espectro político”.

“O que chama a atenção é que as pesquisas, em sua esmagadora maioria, tendem a influenciar o voto em favor de determinados candidatos, partidos ou espectro político, pois que os resultados eleitorais mostram que a ‘margem de (suposto) erro’ sempre favorece ao mesmo grupo, como será demonstrado. E isso pode denotar que o solicitante compra da empresa de pesquisa um resultado”, diz o texto.

Para ser apresentado, o requerimento precisava de 171 assinaturas, equivalente a um terço do número de parlamentares. Ao todo, 179 assinaram o documento. Dos 17 deputados federais da bancada goiana, oito aparecem na lista.

São eles: Adriano do Baldy (Progressistas), Célio Silveira (MDB), Flávia Morais (PDT), Glaustin da Fokus (PSC), João Campos (Republicanos), Magda Mofatto (PL), Major Vitor Hugo (PL) e Professor Alcides (PL).

Os outros nove que não assinaram foram Alcides Rodrigues (Patriota), Delegado Waldir (União Brasil), Elias Vaz (PSB), Francisco Jr (PSD), José Mário Schreiner (União Brasil), José Nelto, (Progressistas), Lucas Vergílio (Solidariedade), Rubens Otoni (PT) e Zacharias Calil (União Brasil).


Leia mais sobre: / / / Política