28 de novembro de 2023
Lista • atualizado em 04/12/2022 às 15:18

Veja os principais nomes especulados para a equipe de ministros de Lula

Presidente eleito disse que só fará anúncios oficiais após ser diplomado, no dia 12 de dezembro
O presidente eleito, Lula, afirma ter 80% de ministério "na cabeça" (Foto: Divulgação/Ricardo Stuckert)
O presidente eleito, Lula, afirma ter 80% de ministério "na cabeça" (Foto: Divulgação/Ricardo Stuckert)

Mais de um mês após derrotar Jair Bolsonaro (PL) nas urnas, o presidente eleito, Lula (PT), ainda não anunciou nomes que farão parte da equipe de ministros durante seu governo a partir de 2023.

O petista já declarou que só pretende divulgar futuros ministros após ser diplomado como presidente, o que está marcado para ocorrer no dia 12 de dezembro.

Leia Também

“Depois que eu for presidente da República, e diplomado, eu começo a formar meu ministério”, afirmou o petista, durante entrevista coletiva, na sexta-feira (02/12), no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), onde está sediado o governo de transição.

“Tenho 80% do ministério na cabeça, mas não quero construir um ministério apenas para mim. A base do meu ministério será a base das pastas que eu tinha no meu segundo mandato”, complementou o presidente eleito.

Apesar de ainda não ter nada oficial, não faltam especulações. De acordo com o colunista Igor Gadelha, do portal Metrópoles, há cinco nomes considerados praticamente como certos.

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e o ex-ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) José Múcio Monteiro são os mais fortes para a Fazenda e a Defesa, respectivamente.

O ex-governador do Maranhão e senador eleito pelo mesmo estado, Flávio Dino (PSB), para a Justiça, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), para a Casa Civil, e o ex-chanceler Mauro Vieira, para as Relações Exteriores, são os outros casos.

O site Poder360 lista o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Josué Gomes, para a Indústria e Comércio ou até mesmo a Fazenda. Ainda segundo o site, os economistas Pérsio Arida, André Lara Resende e Ana Carla Abrão são cotados para o Planejamento.

Por sua vez, o portal Terra traz uma série de outras especulações, como a deputada federal eleita Marina Silva (Rede), para o Meio Ambiente, a médica Ludhmila Hajjar, para a Saúde, e o ex-senador Aloizio Mercadante (PT), para o Planejamento.

A deputada federal Gleisi Hoffmann (PT), o senador Jaques Wagner (PT) e o senador eleito Wellington Dias (PT) também são tidos como opções para a Casa Civil.


Leia mais sobre: / Brasil