24 de maio de 2024
Leandro Mazzini

Vazamento expõe racha entre Abin e GSI

 

As revelações de que homens da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) espionaram diplomatas russos e iranianos no Brasil expõem um racha nos órgãos de inteligência da Presidência e a falta de comando que pacifique as duas unidades: A Abin, civil, não aceita ficar sob o comando dos militares do GSI – Gabinete de Segurança Institucional. Uma prova foi a revelação da Coluna, em Setembro, de que nenhum agente da Abin foi incluído pelo GSI na comitiva do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, na viagem aos EUA no final de Agosto para cobrar explicações sobre a espionagem. 


Vai ou racha

A situação chegou à presidente Dilma há meses e só agora, com o vazamento, a deixa numa saia justa. Ela terá de tomar uma decisão enérgica para pacificar os órgãos.

Parceiros

Para o governo, a Abin não fez nada mais que seu dever. Não há grampos, nem invasões. Mas há suspeitas de colaboração com a CIA e a própria NSA.

Que mico!

A CIA e NAS intensificaram as ações bilaterais após o atentado terrorista de 2001. Se houve colaboração do governo Lula, em 2003, Dilma perde a razão em criticar os EUA.

A$$efaz

O Ministério Público cerca a Assefaz – o plano de saúde de cinco carreiras da Fazenda atrás do dinheiro que supostamente foi gasto em sinistros milionários nos últimos dois anos. A promotoria das fundações acompanha as reuniões do Conselho, e faz devassa discreta nos livros. O déficit chega a R$ 40 milhões – mas pode dobrar.

Padrinhos

Quem dirigia até há poucos meses a Assefaz era Hélio Bernades, ligado ao PTB e apadrinhado no cargo pelo senador Gim Argello (PTB-DF) e o líder na Câmara, Jovair Arantes (PTB-GO). Gim é candidato à reeleição. Jovair perdeu a prefeitura de Goiânia.

Que novela!

O caso do escritor Lourenço Cazarré, que teve salário de R$ 45 mil acima do teto constitucional cortado no Senado, abre o baú de dezenas de similares na Casa: é o aposentado que recebe o benefício, mas volta a trabalhar com novo salário.

Batalha interna

Um ex-figurão da Abin reclama do aparelhamento partidário e ideológico de parte da agência, e que o PT estragou o trabalho de confiança construído em vários Estados.

Pedra no caminho

Com temor de retaliação do PR – que mandou recado para as Relações Institucionais – a presidente Dilma mandou cancelar sabatina de quatro indicados para diretoria da ANTT. Saiu no DO de Segunda a retirada de Paulo Sérgio Passos (Ex-ministro dos Transportes), Carlos Nascimento, Natália Marcassa de Souza e Daniel Sigelmann.

Luz no canteiro

Não haverá apagão de engenharia, embora haja sinais de ‘pressões a curto prazo’, disseram engenheiros ao Ipea em Brasília. Semana passada, o ministro da Aviação, Moreira Franco, criticou projetos mal feitos, mas explicou que há gap geracional.

Arrego

Um dos que mais devem à União, o governo gaúcho pediu arrego. Em visita ao presidente do Congresso, o governador Tarso Genro fez lobby pela aprovação do PLC 238. Se passar, o Estado economiza R$ 1 bilhão.


Êpa, Epa

Em carta apreendida pela PF, dois dirigentes presos da Coana, braço da Conab, relatam que negociavam repasses da Conab com a então senadora Gleisi Hoffmann e com o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR). A dupla da Coana desviava verba de merenda.  

Pedala, Robinho!

O secretário de Ordem Pública do Governo do Rio levou um tapa que o derrubou quando concedia entrevista ao vivo à Band ontem. O dono de um estacionamento interditado passou e gritou ‘É mentira!’. Imagine se fosse verdade.

Biografia e luta

A deputada tetraplégica Mara Gabrilli lança hoje, às 16h, na Câmara, a sua biografia ‘Depois daquele dia’, escrita por Milly Lacombe, na qual narra sua luta.

 

Feliz Natal!

A Mega da Virada, que começa a ser vendida na Segunda, deve chegar a R$ 250 milhões, já informou a Caixa aos lotéricos.

Ponto Final

A quem interessaria monitorar russos e iranianos em território brasileiro?

________________________________________

Com Maurício Nogueira, Luana Lopes e Equipe DF e SP

 


Leia mais sobre: / / Leandro Mazzini

Altair Tavares

Editor e administrador do Diário de Goiás. Repórter e comentarista de política e vários outros assuntos. Pós-graduado em Administração Estratégica de Marketing e em Cinema. Professor da área de comunicação. Para contato: [email protected] .

Recomendado Para Você

Leandro Mazzini

Pizzolato na Papuda

Leandro Mazzini

A blindagem do juiz Sérgio Moro