14 de junho de 2024
Eleições 2024

Vanderlan reforça pré-candidatura a prefeito de Goiânia e prepara lançamento para abril

O senador afirma que o partido está formulando comissões e acrescenta que há bons nomes na legenda para o cargo, mas a decisão final dependerá dos resultados das pesquisas
O pré-candidato confirmou lançamento para o mês de abril. Foto: Diário de Goiás
O pré-candidato confirmou lançamento para o mês de abril. Foto: Diário de Goiás

O senador Vanderlan Cardoso (PSD) confirmou que o lançamento de sua pré-candidatura a prefeito de Goiânia será oficializada no mês de abril. Ao Diário de Goiás, o presidente estadual do PSD afirmou que está formulando comissões no estado e acrescentou que há bons nomes para o cargo na legenda, citando, inclusive, o vereador Lucas Kitão (PSD), mas pontuou que a decisão final depende dos resultados das pesquisas.

Questionado sobre a pré-candidatura de Kitão à prefeitura da capital, que impactou as lideranças do PSD em Goiânia, Vanderlan afirmou que quem cuidará dessa questão será o presidente municipal do PSD, o deputado Ismael Alexandrino. “Quem cuida mais é o Ismael Alexandrino. Eu já coloquei meu posicionamento. É um direito dele”, destacou ao ressaltar a conduta de Lucas Kitão.

De acordo com o senador, o ponto final na candidatura quem dará serão as pesquisas eleitorais. “Vamos ver como é que vai estar nas pesquisas, como é que vai estar realmente, aqueles que têm interesse em disputar”, ressaltou Vanderlan.

O presidente estadual afirma que vê como ponto positivo o fato da legenda contar com outros nomes fortes. “O partido mostrou que não tem só o senador Vanderlan, tem bons nomes. Não é só o dele (Lucas Kitão), eu sempre disse, tem o próprio ex-presidente Vilmar (Vilmar Rocha), tem Francisco Júnior, tem o deputado estadual Cairo Salim, que já manifestou interesse. Isso é muito bom para o partido, isso é sinal que o partido tem liderança”, pontuou o senador.

Preparativos

Em relação aos preparativos para o lançamento oficial da pré-candidatura, Vanderlan esclareceu os motivos do adiamento, previsto inicialmente para março, conforme relatou em entrevista concedida ao Diário de Goiás, em fevereiro. “Só não vamos fazer esse mês, porque nós estamos correndo com essas comissões, andando atrás de candidatos pelo estado todo. São 246 municípios, nós queremos ver se a gente consegue pelo menos uns 150, 160 comissões nesses municípios”, disse.

O senador completou afirmando que a medida também visa evitar possíveis atritos com oponentes. “Eu estou dando ênfase às nossas comissões e também intensificando essas entregas que nós temos, principalmente em Goiânia e região Metropolitana, para depois não haver questionamentos por parte de alguns concorrentes. Nós vamos estar intensificando, vamos entregar para começarmos o mês de abril mais tranquilos”, acrescentou.


Leia mais sobre: / / / Eleições 2024 / Política

Luana Cardoso

Luana

Atualmente atua como repórter de cidades, política e cultura. Editora da coluna Crônicas do Diário. Jornalista formada pela FIC/UFG, Bióloga graduada pelo ICB/UFG, escritora, cronista e curiosa. Estagiou no Diário de Goiás de 2022 a 2024.