24 de maio de 2024
Aparecida de Goiânia

Um mês após a volta às aulas presenciais, Aparecida de Goiânia não teve surtos de covid-19 nas escolas

Aula em Aparecida de Goiânia: cidade não teve surtos na rede municipal após volta presencial. (Foto: Rodrigo Estrela)
Aula em Aparecida de Goiânia: cidade não teve surtos na rede municipal após volta presencial. (Foto: Rodrigo Estrela)

Aparecida de Goiânia completa nesta quinta-feira (9) um mês da volta às aulas presenciais na rede municipal de ensino e, segundo a Secretaria Municipal de Educação (SME), não houve surtos de covid-19 nos ambientes escolares.

A pasta considera surto quando há dois ou mais casos de contaminação pelo coronavírus num mesmo turno escolar, seja de alunos ou servidores. A prefeitura, contudo, não informou se houve casos isolados de covid-19.

No primeiro momento, as aulas na rede de ensino aparecidense voltaram com apenas 30% da capacidade, apesar de ter autorização para retorno de 50%. Com o bom resultado, o percentual agora deve ser ampliado.

Na Educação Infantil, os CMEIs voltam a receber as crianças do Agrupamento III e as escolas reduzirão de três para dois o número de rodízios, com cada etapa atendendo 50% dos alunos. “Cada gestor, conhecendo a realidade de sua unidade de ensino, poderá aumentar o quantitativo de alunos no ambiente escolar, desde que dentro do que está estabelecido pelo comitê e levando sempre em conta a preservação da saúde dos servidores e dos alunos”, explicou a superintendente de Ensino da SME, professora Idelma Oliveira.

Para o secretário de Educação, professor Divino Gustavo, os resultados forma positivos. Ele explica que os servidores foram imunizados com as duas doses da vacina e que a SME vem disponibilizando materiais solicitados pelos gestores e monitorando a realidade das unidades de ensino. “Estamos felizes com os resultados apresentados no primeiro mês. Sabemos das dificuldades pontuais de algumas unidades e temos trabalhado para saná-las”, arrematou.

A Rede Municipal de Ensino conta hoje com 115 unidades escolares e tem matriculados mais de 47 mil alunos. Entre as normas sanitárias que precisam ser seguidas estão: a manutenção do espaçamento entre as carteiras nas salas de aula, diminuindo o número de alunos por classe, aferir a temperatura corporal de todos os alunos e servidores na entrada da unidade, além de exigir o uso de máscara durante toda a permanência no local.


Leia mais sobre: / Aparecida de Goiânia / Destaque