23 de junho de 2024
Destaque 2

UFG vai selecionar e premiar projetos de combate à Covid-19

Cientistas da UFG analisarão projetos. (Foto: Divulgação/UFG)
Cientistas da UFG analisarão projetos. (Foto: Divulgação/UFG)

A Universidade Federal de Goiás (UFG) promoverá uma maratona nacional de tecnologia que vai selecionar e premiar soluções em protótipos que possam ajudar no combate à epidemia de Covid-19. As inscrições para o evento, intitulado Ideathon Lab – Soluções Inovadoras de Prototipagem para Saúde, estão abertas. Qualquer pessoa maior de 18 anos pode se inscrever.

Segundo a pró-reitora adjunta de Pesquisa e Inovação da UFG, Helena Carasek, a intenção é selecionar e premiar os projetos com maior viabilidade de aplicação em situações de emergência à saúde pública. “Nosso objetivo é contribuir com a disseminação da cultura ‘maker'”, pontuou.

Ela destacou ainda que o evento pode auxiliar no combate à doença. “Estamos confiantes de que teremos boas ideias, que poderão contribuir neste momento de Covid-19 e de outros momentos de crise na saúde”, afirmou.

Por conta da epidemia, a maior parte do evento será virtual. Com isso, a UFG espera que mais equipes participem do Ideathon Lab.

Inscrições e etapas

Os interessados devem acessar o edital e o formulário de inscrição no site do Centro de Empreendedorismo e Incubação da UFG. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até terça-feira (9), às 18h00.

A UFG pede que os participantes estejam atentos ao cronograma de atividades com as etapas de ideação, desenvolvimento, validação e pitch, todas online.

Ao final dessas etapas, as cinco equipes melhor avaliadas pela banca de especialistas seguirão para a fase de prototipagem, que poderá ser desenvolvida presencialmente, no laboratório do IPE Lab – Ideias Prototipagem e Empreendedorismo da UFG, localizado no Campus Samambaia da UFG.

As equipes que optarem por desenvolver protótipos no IPE Lab deverão observar as medidas recomendadas pelas autoridades de saúde para o controle da Covid-19. De acordo com o coordenador do IPE Lab, professor Pedro Henrique Gonçalves, o laboratório terá seu layout modificado para garantir a segurança das equipes. “Serão fornecidos Equipamentos de Proteção Individual e nossos monitores também estarão disponíveis para tirar dúvidas, e garantir o bom convívio entre os participantes”, assegura.

Os critérios de seleção serão originalidade, impacto nos cuidados da saúde, viabilidade técnica e financeira. As três equipes melhor classificadas receberão prêmios em dinheiro, sendo R$ 5 mil para a primeira colocada, R$ 3 mil mil para a segunda colocada e R$ 2 mil mil para a terceira colocada. Todos os participantes receberão certificados.


Leia mais sobre: / Cidades / Destaque 2