08 de agosto de 2022
Educação

UEG lança bolsa para auxiliar estudantes com dificuldades para acompanhar aulas remotas

Lançamento foi realizado no Palácio das Esmeraldas, nesta quarta. (Foto: Divulgação/Governo de Goiás)
Lançamento foi realizado no Palácio das Esmeraldas, nesta quarta. (Foto: Divulgação/Governo de Goiás)

Alunos de baixa renda da Universidade Estadual de Goiás (UEG) poderão receber um auxílio de três parcelas de R$ 100, gastos exclusivamente com planos de internet, para garantir o acompanhamento das aulas remotas durante a epidemia de covid-19. O lançamento da Bolsa Conectividade foi realizado na manhã desta quarta-feira (23), pelo reitor interino da UEG, Valter Campos, e o governador Ronaldo Caiado.

Segundo a reitoria, o projeto foi idealizado para atender até 3,5 mil estudantes com dificuldades de conectividade durante as aulas remotas. O edital será lançado até o início de outubro. O governo estadual prevê investimento total de mais de R$ 1 milhão.

“Essa e mais uma ação importante da UEG, que é conhecida pela inclusão. Verificamos que cerca de 3,5 mil alunos não possuem condição de arcar com a conectividade para continuar seus estudos durante a pandemia. Por isso, lançamos a Bolsa Conectividade, que é um instrumento para garantir o acesso ao conteúdo das aulas”, destaca o reitor interino da UEG, professor Valter Campos.

Continua após a publicidade

Também foi anunciado para o início de outubro o lançamento do edital da Bolsa Permanência. O programa atende alunos em situação de vulnerabilidade social. Pelas estimativas da UEG, são 400 estudantes que poderão ser contemplados com R$ 1,2 mil, divididos em três parcelas mensais de R$ 400.

Serão liberados cerca de R$ 3 milhões para bolsas, incluindo também as de pesquisa e docência. Os recursos são oriundos de suplementação orçamentária de R$ 5,5 milhões do governo estadual. Parte da verba será usada na manutenção das unidades da UEG.

Para Caiado, a UEG deixou de ser “tentáculo de partido político”. Ele afirmou ainda que o programa de bolsas reforça o objetivo principal, que é “a formação dos nossos profissionais no estado”.

Continua após a publicidade