12 de agosto de 2022
Narrativas • atualizado em 25/07/2022 às 18:41

Ucrânia lista Lula e Glenn Greenwald como disseminadores de propaganda pró-Rússia

Ex-presidente e jornalista aparecem em relatório do site Centro de Combate à Desinformação, criado pelo governo de Volodymr Zelensky
Ex-presidente Lula ao lado de Glenn Greenwald, jornalista americano radicado no Brasil (Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)
Ex-presidente Lula ao lado de Glenn Greenwald, jornalista americano radicado no Brasil (Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula)

O ex-presidente Lula (PT) está entre os “oradores que promoveram narrativas de propaganda russa”, de acordo com um relatório publicado no site Centro de Combate à Desinformação, criado pelo governo da Ucrânia.

O relatório atribuiu a Lula duas falas. A primeira, e da qual não se tem registro, é a de que a Rússia deveria liderar uma “nova ordem mundial”. A segunda foi um declaração à revista Time sobre os presidentes russo e ucraniano, Vladimir Putin e Volodymyr Zelensky, respectivamente, terem a mesma culpa pelo conflito entre os dois países.

Lula é o único brasileiro na lista, que conta com 78 pessoas. No entanto, também aparece o nome jornalista americano Glenn Greenwald, que vive no Brasil e é casado com o deputado federal David Miranda (PDT). Ele se tornou conhecido principalmente pelas investigações jornalísticas a respeito dos casos Edward Snowden e Vaza Jato.

Continua após a publicidade