15 de agosto de 2022
Aparecida de Goiânia

Três pesquisas para tratamento da Covid-19 são conduzidas em Aparecida de Goiânia

Infecções pelo Sars-CoV-2 passam de 234 mil. (Foto: EBC)
Infecções pelo Sars-CoV-2 passam de 234 mil. (Foto: EBC)

Em Aparecida de Goiânia, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) iniciou três pesquisas científicas com instituições certificadas para avaliar potenciais tratamentos para pacientes com Covid-19.

Dois projetos de pesquisa, já aprovados pelo Comitê de Ética Nacional, são realizados em parceria com o Instituto de Ciências Farmacêuticas (ICF), laboratório de bioequivalência e biodisponibilidade com sede local e certificado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Um deles é um antirretroviral. O outro é um medicamento que atua na cascata inflamatória desencadeada pelo vírus.

“O antirretroviral se mostrou muito efetivo in vitro, ou seja, no ambiente laboratorial, então estamos analisando esse tratamento nos pacientes com Covid-19”, disse o secretário de Saúde Alessandro Magalhães.

Continua após a publicidade

Para o terceiro estudo, Aparecida de Goiânia foi escolhida por uma empresa de São Paulo, vinculada à pesquisa de células-tronco, para desenvolver, junto ao Hospital Municipal (Hmap), um estudo sobre a Covid-19. Segundo o secretário , os estudos são promissores e podem trazer avanços para o enfrentamento à pandemia.

“Só conseguimos realizar, até o momento, mais de 66 mil testes do tipo RT-PCR, além de diagnosticar, isolar, monitorar e tratar com eficiência os pacientes ao mesmo tempo em que ampliamos a rede hospitalar porque trabalhamos com amplo embasamento científico. Nada é por acaso, tudo é planejado detalhadamente para evitar mortes e dar mais tranquilidade à população nesse momento tão difícil e desafiador”, enfatiza o secretário.