18 de abril de 2024
Paralisação

Trabalhadores da educação de Goianira declaram paralisação no próximo dia 30

Na pauta de reivindicações, a categoria cobra pelo piso 2022, novo plano de cargos e salários dos administrativos e a realização de uma eleição para diretores
(Foto: Arquivo / Gabriel Rebouças)
(Foto: Arquivo / Gabriel Rebouças)

Os trabalhadores da educação de Goianira, na região Metropolitana de Goiânia, declararam paralisação nas escolas e CMEIs do município no próximo dia 30. Na pauta de reivindicações, a categoria cobra pelo piso 2022, novo plano de cargos e salários dos administrativos e a realização de uma eleição para diretores.

Durante reunião que aconteceu no último dia 22, entre servidores, vereadores, representante do Sintego e prefeito, o gestor municipal pediu o prazo até o dia 30 para dar uma resposta a categoria. De acordo com professor Gabriel Rebouças, representante da comissão da educação, as atividades vão parar neste dia, caso a resposta esperada seja negativa, segundo o professor será deliberada o indicativo de greve no município.

NÃO DEIXE DE LER: Servidores da Educação de Goianira prometem manifestação nesta terça-feira (22)

Ainda segundo o professor, os vereadores de Goianira já declararam apoio a categoria. Em entrevista ao Diário de Goiás, o vereador Dirley Corrêa, disse que essa conversa com os servidores já vem sendo tratada desde outras reuniões com representantes.

Segundo o vereador, a comissão já expôs as reivindicações ao prefeito, onde foi pedido o prazo final para a próxima quarta-feira (30).

Nossa reportagem mais uma vez procurou a secretaria Municipal de Educação de Goianira, mas sem sucesso. O espaço fica aberto.

Leia também:


Leia mais sobre: / / / Cidades

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.