13 de junho de 2024
Redes Sociais • atualizado em 06/07/2023 às 14:28

Threads supera 10 milhões de usuários no lançamento e rivaliza com o Twitter

A Threads é uma plataforma voltada para o compartilhamento de textos, que permite que os usuários importem suas listas de seguidores do Instagram e interajam com funções como curtir, comentar e repostar.
Rede social Thread estreia em momento delicado do Twitter. Foto: Divulgação
Rede social Thread estreia em momento delicado do Twitter. Foto: Divulgação

Uma nova rede social promete agitar o mundo digital: a Threads, lançada pela Meta na última quarta-feira (5), já conquistou 10 milhões de usuários em menos de um dia e se tornou uma das principais concorrentes do Twitter.

A Threads é uma plataforma voltada para o compartilhamento de textos, que permite que os usuários importem suas listas de seguidores do Instagram e interajam com funções como curtir, comentar e repostar. A rede social também mostra um contador de caracteres quando o usuário escreve um novo post, assim como o Twitter.

Leia também: Elon Musk limita quantidade de conteúdo que usuários podem ver no Twitter; entenda

A internet possibilitou ao mundo a criação de uma galáxia de conexões. O canadense Marshall McLuhan, em 1962, sacudiu a teoria da comunicação quando cunhou a famosa frase: “o meio é a mensagem”. McLuhan enfatizou que o meio é mais importante do que o conteúdo, pois ele molda a percepção e a interpretação do receptor.

Leia também: Entenda o ‘Twitter Blue’, que vai cobrar mensalidade e liberar selo de verificação e textos mais longos

Fica evidente que a inspiração da nova rede social é o passarinho azul, mas a Threads também se baseia em outras plataformas com foco em texto, como Bluesky e Mastodon.

Segundo Adam Mosseri, CEO do Instagram, o objetivo da Threads é “construir um espaço civil e aberto para o diálogo”.

Twitter e a liberdade de expressão

Logo após o Twitter anunciar um limite temporário para leitura de posts, que afeta principalmente as contas não verificadas, a Threads foi revelada. De acordo com a nova regra, as contas verificadas poderão visualizar até 6 mil posts por dia, enquanto as não verificadas apenas 600.

A medida gerou críticas de muitos usuários, que acusaram o Twitter de restringir a liberdade de expressão e favorecer as elites. Alguns chegaram a migrar para a Threads, em busca de uma alternativa mais democrática e inclusiva.

A estratégia da Meta

Pinar Yildirim, professora de marketing da Universidade da Pensilvânia, afirma que Zuckerberg usa como estratégia para que seu aplicativo recém-lançado cresça rapidamente, apresentá-la como um braço do Instagram, que é “o produto mais bem sucedido da família Meta”.

Leia também: Elon Musk diz que Twitter pode ter privilegiado esquerda no Brasil e faz Trump pedir anulação da eleição; entenda

Com mais de dois bilhões de usuários ativos, o Instagram oferece à Threads um ponto de partida com a qual os principais concorrentes do Twitter, como Mastodon e Bluesky, ou as redes preferidas dos conservadores como Truth Social, Speak, Gettr e Gab, não têm. O usuário poderá criar sua conta na Threads usando o perfil do Instagram e sair postando conteúdo imediatamente na nova plataforma.

A equação é simples: se um usuário do Instagram com uma quantidade significativa de seguidores, como Kim Kardashian, Justin Bieber ou Lionel Messi começar a publicar na Threads com regularidade, a nova plataforma pode crescer rapidamente e acredito que os orçamentos publicitários vão seguir pelo mesmo caminho no curto prazo.

Brian Wieser, analista da Substack

As cutucadas de Zuckerberg

“Vamos lá. Bem-vindos a Threads”, escreveu Zuckerberg, em sua conta na nova plataforma. Pouco depois, ele anunciou que “10 milhões de pessoas se inscreveram em sete horas”.

Depois de anos sem escrever nada no Twitter, Zuckerberg postou o meme do Homem-Aranha, em uma aparente alusão às semelhanças entre as duas redes sociais.

Vai levar algum tempo, mas acho que deveria haver um aplicativo de conversas públicas com mais de 1 bilhão de pessoas. O Twitter teve a oportunidade de fazer isso, mas não conseguiu. Espero que nós consigamos.

Post de Zuckerberg no Threads

A plataforma aparece, na App Store, dita como “o aplicativo de rede social baseado em texto do Instagram”, uma apresentação que, adicionada às imagens, parece muito semelhante ao Twitter.

Leia também: Sob pressão, Facebook muda nome corporativo e passa a se chamar Meta

Ainda é cedo para saber se a Threads vai conseguir se consolidar como uma das maiores redes sociais do mundo, mas uma coisa é certa: ela já está dando o que falar.


Leia mais sobre: / / Mundo / Tecnologia / Variedades

Fabrício Carvalho

Casado com Kariny Melo e pai do Ítalo Melo. Na vida o que vale é ter histórias para contar.