30 de maio de 2024
Yanomami

Território Yanomami ganha Centro de Referência em Saúde Indígena

Centro de Referência fortalece a assistência permanente no território, reduzindo a necessidade de locomoção dos indígenas para Boa Vista (RR)
Centro de Referência em Saúde, em território Yanomami (Foto Ministério da Saúde).
Centro de Referência em Saúde, em território Yanomami (Foto Ministério da Saúde).

Na última sexta-feira (21), o Ministério da Saúde inaugurou o Centro de Referência em Saúde Indígena, em Surucucu, no território Yanomami. A unidade vai permitir o atendimento de urgência à população local com consultas, exames, tratamento para a malária e desnutrição.

Segundo o Ministério da Saúde, o Centro de Referência fortalece a assistência permanente no território, reduzindo a necessidade de locomoção dos indígenas para Boa Vista (RR). A unidade foi projetada para atender cerca de 2,7 mil pessoas, que estão em 46 aldeias da região e ainda os pacientes dos polos Parafuri, Haxiu, Homoxi, Xitei e Waputha.

“Estamos aqui para reforçar a presença do Estado Brasileiro neste território. O que nós vivenciamos nos últimos anos foi um cenário de total omissão, negligência e leniência, uma violação dos direitos humanos do povo Yanomami. Quando nós assumimos, por uma nova visão de governo, uma visão que respeita os povos indígenas com o lema ‘União e Reconstrução’, nós ajudamos a descortinar esse problema e passamos a atuar no território”, destacou o secretário de Saúde Indígena, Weibe Tapeba.

Estrutura e profissionais

Cerca de 30 profissionais vão atuar no Centro de Referência em Saúde Indígena. A equipe é formada por médicos, técnicos de enfermagem, enfermeiros, nutricionistas, técnicos de nutrição, técnicos de laboratório, farmacêuticos, microscopistas, cozinheiros e serviços gerais.

Com capacidade para atender até 100 pacientes por dia, a unidade é dividida em ala ambulatorial, sala de acolhimento e triagem, salas de estabilização, consultórios, lactário, farmácia, laboratório e microscopia. O local também conta com refeitório, centro de convivência e redários.

Leia também: Ministério da Saúde vai enviar 20 mil doses da vacina bivalente contra Covid-19 à comunidade yanomami


Leia mais sobre: / / Saúde

Pollyana Cicatelli

Jornalista e assessora de imprensa com pós-graduação em Comunicação Organizacional. Responsável pela editoria de cultura / diversão e colunista de turismo no Diário de Goiás. * Contato e sugestão de pauta: [email protected]