27 de fevereiro de 2024
ABALO SÍSMICO • atualizado em 02/12/2023 às 18:22

Terremoto de 7,6 de magnitude atinge Filipinas e ameaça Japão com tsunamis

Ainda não há informações de mortos ou feridos em Mindanao; alertas foram emitidos também por Japão e EUA, onde Serviço Geológico indicou hipocentro em Hinatuan
Notícia do terremoto repercutiu pelo mundo - Imagens: Emergência 24h da Itália
Notícia do terremoto repercutiu pelo mundo - Imagens: Emergência 24h da Itália

Novo terremoto nas Filipinas dispara alerta sobre perigo de tsunami que pode alcançar Japão nas próximas horas.

A nova sequência de terremotos foi registrada nas Filipinas neste sábado (2). O movimento mais forte alcançou 7,6 graus de magnitude na ilha de Mindanao, na porção leste das Filipinas. Houve alerta para tsunamis que podem atingir o Japão. Ainda não há informações sobre mortos ou feridos.

Círculo do Fogo

Nos últimos meses a região tem sofrido vários abalos. As Filipinas estão no chamado Círculo de Fogo do Pacífico. A área tem grande atividade sísmica e vulcânica. São registrados cerca de 7.000 terremotos todos os anos, a maioria deles de intensidade moderada.

Por isto, esse novo terremoto nas Filipinas dispara alerta sobre perigo de tsunami na região, podendo atingir o Japão nas próximas horas.

Tsunamis na região

De acordo com agências internacionais, a Agência Filipina de Sismologia prevê tsunamis a partir da madrugada (tarde deste sábado). Além disso, o órgão alerta que as ondas gigantes podem durar horas, atingindo o Japão.

Embarcações que já estavam em alto mar foram orientados a permanecer distantes em pontos de águas profundas. Os filipinos de Surigao Del Sur e Davao Oriental foram também orientados a evacuarem a região imediatamente.

Alerta internacional

O sistema de alerta de tsunami dos Estados Unidos emitiu um aviso após os tremores. Além disso, o Japão também emitiu alerta de tsunami e pediu para que a população fique longe da Costa, mas estimou que a mudança nos níveis do mar esperada era de intensidade moderada, com ondas de aproximadamente 1 metro.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos, que registra a atividade sísmica em todo o mundo, localizou o hipocentro do terremoto a uma profundidade de 32 quilômetros e a cerca de 21,2 quilômetros a sudeste da cidade de Hinatuan. Ele previu ondas de até três metros, mas descartou tsunamis.

Repercussão nas redes sociais

Nas redes sociais inúmeras postagens informavam a respeito do terremoto e dos riscos de tsunami alcançar as Filipinas e países da região.

Algumas postagens, porém, utilizaram imagens de desabamentos ocorridos em terremotos anteriores. Outras indicavam a ocorrência de mais de 40 terremotos nas ilhas filipinas de sexta-feira até a tarde deste sábado, sendo 2 de magnitude 7 e 2 de 5 e 6 graus na Escala Richter, e os demais inferiores. Contudo não é possível ainda confirmar a informação.


Leia mais sobre: / / / Mundo

Marília Assunção

Jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás. Também formada em História pela Universidade Católica de Goiás e pós-graduada em Regulação Econômica de Mercados pela Universidade de Brasília. Repórter de diferentes áreas para os jornais O Popular e Estadão (correspondente). Prêmios de jornalismo: duas edições do Crea/GO, Embratel e Esso em categoria nacional.