17 de agosto de 2022
Jornalismo • atualizado em 15/06/2022 às 18:12

Tenho vontade de voltar para a Amazônia, diz jornalista amigo de Dom Phillips e Bruno Pereira

Segundo afirmou Sam Cowie ao Diário de Goiás, os veículos de comunicação, depois do desaparecimento, passaram a se preocupar mais com a segurança dos repórteres
O sumiço de Dom Phillips e Bruno Pereira gerou repercussão internacional (Foto: Reprodução)
O sumiço de Dom Phillips e Bruno Pereira gerou repercussão internacional (Foto: Reprodução)

O jornalista britânico Sam Cowie, que escreve como freelancer sobre meio ambiente para alguns dos principais veículos do mundo, como The Guardian, Financial Times e Al Jazeera, disse ao Diário de Goiás que, mesmo após o desaparecimento do correspondente Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira, a vontade de realizar seu trabalho na Amazônia permanece.

“Claro que tenho vontade de voltar para a Amazônia. Com medo e apreensão, mas é isso que a gente faz”, afirmou. “Se eu teria medo de pegar um barco e subir para o Vale do Javari? Possivelmente eu teria. Mas existem várias Amazônias diferentes, com várias situações diferentes.”

Cowie também destacou que, em nenhum momento, ele e outros amigos de Dom e Bruno perderam as esperanças de que os dois sejam encontrados vivos e com saúde. “Caso isso não ocorra, acredito que eles gostariam que nós continuássemos o trabalho sobre a realidade da Região Norte, com todas as suas lindezas e desafios.”

Continua após a publicidade

Sobre possíveis mudanças na cobertura da Amazônia, o jornalista britânico relata que, embora ainda seja “cedo para dizer muita coisa, já dá para perceber que os veículos, depois desse desaparecimento, estão com mais preocupação sobre a segurança dos repórteres”.

“Imagino que essa postura mais rígida tende a permanecer. Complica um pouco nosso trabalho porque haverá muito mais demanda dos jornais em termos de segurança”, completou Cowie.