09 de agosto de 2022
"Armação"

Tenho receio de um novo atentado para matar Bolsonaro, diz advogado do presidente

Frederick Wassef também falou em "todo tipo de fraude ou mecanismos possam ser usados para tentar derrubar o presidente"
Para Wassef, em caso de "armação", Bolsonaro pode ser preso (Foto: Reprodução)
Para Wassef, em caso de "armação", Bolsonaro pode ser preso (Foto: Reprodução)

Advogado de Jair Bolsonaro (PL), Frederick Wassef disse, em entrevista ao Poder360, que teme mais uma tentativa para matar o presidente, assim como ocorreu com a facada na campanha das eleições de 2018.

“Eu tenho receio, sim, que tentem novamente algo contra a vida do presidente Jair Bolsonaro e eu tenho, sim, receio de um novo atentado terrorista para assassinar Jair Bolsonaro”, afirmou.

Tido por ele mesmo como o “advogado oficial” do presidente, Wassef também fez coro ao discurso bolsonarista de fraude no processo eleitoral. “Eu temo, sim, que todo tipo de fraude ou mecanismos possam ser usados para tentar derrubar o presidente.”

Continua após a publicidade

Em relação a uma possível prisão de Bolsonaro se ele deixar o poder, o advogado desconversou. “O presidente Bolsonaro, diferente de muitos outros, é um homem íntegro, honesto, que jamais praticou qualquer crime ou irregularidade em sua vida”, declarou.

Depois, contudo, argumentou que, em caso de “armação”, isso pode ocorrer. “Qualquer brasileiro pode ser preso a qualquer momento, com uso indevido da máquina pública. Estou falando de fraudes. Estou falando de denunciação caluniosa. Eu vou usar uma palavra um pouco vulgar, mas que muitos brasileiros conhecem: armação. Criar história para incriminar um inocente ou perseguir um inocente.”