12 de agosto de 2022
Goiás • atualizado em 18/07/2022 às 09:58

Mais de 6.500 recenseadores iniciam curso de capacitação para o Censo 2022

Treinamento ocorrerá em 422 turmas distribuídas por 160 municípios, até o próximo dia 21
Só em Goiás, o Censo 2022 visitará 2,8 milhões de domicílios e mais de 7,2 milhões de residentes (Foto: Divulgação/IBGE)
Só em Goiás, o Censo 2022 visitará 2,8 milhões de domicílios e mais de 7,2 milhões de residentes (Foto: Divulgação/IBGE)

Tem início nesta segunda (18/07) e deve se estender até o próximo dia 21, a etapa final de treinamento de pessoal para o Censo 2022 em Goiás. Nesse período, os 6.503 aprovados para o cargo de recenseador participarão de um curso de capacitação específica, totalmente presencial, que abrange tópicos sobre o IBGE e o Censo, características dos questionários, ética e integridade, conduta do Recenseador, entre outros.

O período de aprendizado terá carga horária de oito horas e durará cinco dias encerrando-se na sexta-feira. A exceção fica para os recenseadores que coletarão dados dos Povos e Comunidades Tradicionais (PCT), como indígenas e quilombolas, que terão mais um dia de capacitação e, uma vez que os mais de 6 mil aprovados se espalham por todo o estado, o treinamento ocorrerá em 422 turmas distribuídas por 160 municípios.

Com uma metodologia de instrução em cascata, a capacitação dos recenseadores para o Censo 2022 é a última etapa de um processo nacional de treinamento iniciado ainda em 2021. Em etapas anteriores, foram treinados os 22 Coordenadores de Área que atuarão em Goiás, seguidos dos 51 Coordenadores de Subárea e dos 807 Agentes Censitários. Agora, os Agentes Censitários devem treinar os recenseadores em todo o estado.

Continua após a publicidade

Treinamento

Os treinandos receberão, além dos manuais e mapas impressos, também produtos nos formatos digitais: manuais, slides, protocolos, dentre outros recursos instrucionais. Contarão, ainda, com aplicativos diversos, como o aplicativo de treinamento no qual realizam atividades práticas no DMC (Dispositivo Móvel de Coleta) e a avaliação de aprendizagem e de reação ao final do treinamento. Há também o próprio aplicativo de coleta (com insumos de treinamento), que simula exatamente como é o trabalho do recenseador em campo, e o aplicativo de aulas, utilizado pelos instrutores para passar os conteúdos, contendo todos os slides e vídeos do treinamento que são repassados de forma padronizada em todas as salas de aula.

Após a avaliação de aprendizagem, os candidatos estarão aptos a cumprir a função de recenseador, que é a de entrevistar os moradores durante a coleta. Sua jornada de trabalho mínima deve ser de 25 horas semanais. Como a remuneração é por produção, ela pode variar de acordo com o tempo dedicado ao serviço e o grau de dificuldade na abordagem aos domicílios. É possível calcular uma estimativa neste link.

LEIA TAMBÉM: Gestão Caiado é positiva para 41,5% dos eleitores, aponta Serpes (diariodegoias.com.br)

Continua após a publicidade

Em todo o Brasil, cerca de 210 mil pessoas serão contratadas para trabalhar direta e indiretamente no Censo Demográfico de 2022. A partir do dia 1º de agosto, o IBGE visitará os 75 milhões de domicílios do país para contar e entrevistar cerca de 215 milhões de brasileiros a respeito dos mais diversos aspectos de seu cotidiano. Só em Goiás, serão 2,8 milhões de domicílios e mais de 7,2 milhões de residentes.

Leia mais sobre:
Cidades Notícias do Estado