24 de maio de 2022
Cidades

Telas com inseticida contra a Dengue serão instaladas até fevereiro em casas de Goiânia

Até o próximo mês a Secretaria de Saúde de Goiânia pretende colocar telas de proteção com inseticida em portas e janelas de prédios e residências. A experiência foi trazida do México devido ao risco de epidemia na capital goiana.

Goiânia receberá 12 mil telas, que serão instaladas sem nenhum custo para os donos dos imóveis. Para isso, basta uma autorização do morador.

Continua após a publicidade

– “O projeto já está caminhando para a fase de autorização e consentimento do morador onde vai ser executado. Nós temos alguns bairros da região sudeste onde iniciaremos o projeto. Nossos agentes passarão a visitar os locais para saber se os moradores aceitarão ou não a instalação desta tela. A ideia é começar neste mês de fevereiro”, afirma a diretora de Vigilância em Saúde do Município, Flúvia Amorim.

No Brasil, além de Goiânia, o projeto-piloto está sendo realizado também em Belo Horizonte. A cidade goiana receberá R$ 3,5 milhões do governo federal. No México, o sistema reduziu em 30% os casos de dengue.

De acordo com Flúvia Amorim, a tela é impregnada pelo veneno piretróide, um inseticida comum que afasta ou mata o mosquito Aedes Aegypt, transmissor da dengue e da febre chikungunya. Segundo a diretora, o produto não oferece risco à saúde dos moradores da casa.

Continua após a publicidade

Uma das dificuldades do processo preparatório, explicou Flúvia, foi a escolha do tamanho da tela.

– “Nós tivemos muita dificuldade no processo licitatório por conta do tamanho, porque cada casa tem um tamanho diferente de porta e janela, mas nós conseguimos depois de muita conversa chegar a um padrão de produção destas esquadrias por parte da empresa vencedora”, destacoou Flúvia.

As telas serão colocadas em imóveis localizados em regiões com alto índice de infestação da doença. A ideia é avaliar o custo e a efetividade para saber se compensa para o poder público adotar a medida como forma de controle.

Além de colocar telas nas casas, Flúvia Amorim também explicou que outra intenção da Secretaria de Saúde é mudar alguns procedimentos de abordagem aos moradores para que sejam reduzida a utilização de inseticida nas residências.

Leia mais sobre:
Cidades