26 de maio de 2024
Corrupção

TCU aponta fraude de mais de R$ 1 bilhão em cartel do asfalto no governo Bolsonaro

Segundo o Tribunal de Contas da União, a construtora Engefort foi a principal beneficiada pelo esquema.
Companhia de Desenvolvimento dos Vale do São Francisco e do Parnaíba. (Foto: Reprodução / CNN Brasil)
Companhia de Desenvolvimento dos Vale do São Francisco e do Parnaíba. (Foto: Reprodução / CNN Brasil)

Através de auditoria, o Tribunal de Contas da União (TCU) identificou, no governo Jair Bolsonaro (PL), uma ação de um cartel de empresas de pavimentação em fraudes a licitações que somam mais de R$ 1 bilhão, segundo o jornal Folha de S. Paulo. informa a “Folha de S. Paulo”. A estatal Companhia de Desenvolvimento dos Vale do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), localizada em Brasília, é vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Conforme a investigação, um grupo de empresas agiu em conluio em licitações tanto na sede da Codevasf, como nas suas superintendências regionais, ‘representando um risco à própria gestão’ da empresa pública”.

Segundo o TCU, a construtora Engefort, foi a principal beneficiada pelo esquema. Ela venceu editais – com indícios fraudulentos que somam R$ 892,8 milhões.

De acordo com o jornal, mesmo admitindo a gravidade da situação, o ministro do TCU relator do caso, Jorge Oliveira, contrariou o parecer da área técnica do tribunal e não suspendeu o início de novas obras ligadas às licitações sob suspeita. Segundo reportagem do portal Brasil 247, Oliveira chegou ao TCU por indicação de Bolsonaro, de quem é amigo.


Leia mais sobre: / / Geral

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.