19 de agosto de 2022
Cidades • atualizado em 02/10/2020 às 16:48

Suspeito de planejar morte de policial federal em Goiânia é preso

Delegacia de Investigação de Homicídios. (Foto: DIH)
Delegacia de Investigação de Homicídios. (Foto: DIH)

Foi preso na última quinta-feira (18) o suspeito de planejar o assassinato de Silvio José Dourado, no dia 17 de abril, na esquina da Avenida T-63 com a Avenida Circular, no Setor Pedro Ludovico, em Goiânia.

O homem é apontado pela Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH) como a mente que arquitetou o crime. Ele teria também fornecido a arma e a moto utilizadas no crime, além de dar suporte para que o suspeito da execução atirasse contra a vítima.

Conforme a DIH, os dois foram contratados por um homem tido como chefe de uma organização de tráfico internacional de drogas. A investigação apontou que a vítima tinha um relacionamento com uma ex-companheira dele, que não aceitou o fim do relação e não admitia o namoro dela com o policial federal aposentado.

Continua após a publicidade

No dia do crime, de acordo com a Polícia Civil, a vítima saiu de casa no automóvel SW4 para visitar um amigo, sendo que um suspeito já esperava em uma motocicleta vermelha. O outro estava em um veículo Agile preto nas imediações dando suporte ao executor. Ambos seguiram a vítima. Quando ela parou em um semáforo, e o homem teria efetuado diversos disparos de arma de fogo. Sílvio José Dourado morreu na hora e seu neto, de quatro anos, sofreu ferimentos pelos estilhaços.

Conforme a DIH, após o crime, o suspeito deixou a moto nas proximidades, entrou no carro do comparsa e fugiram de Goiás. O suspeito foi encontrado na última quinta-feira, em uma chácara de difícil acesso, na zona rural de Peixe, no Tocantins.

Um deles, por sua vez, já havia sido preso no dia 1 de maio, em Araguaína. O homem tido como mandante do crime ainda está foragido.

Continua após a publicidade