27 de fevereiro de 2024
INVESTIGAÇÃO

Suspeito de matar Amélia Vitória apresenta versão contraditória; carro e celular são apreendidos

Suspeito foi liberado pela ausência de flagrante, no sábado (2), mesmo dia que o corpo da menina foi encontrado
Suspeito responde pelo crime de estupro contra a enteada. (Foto: Reprodução)
Suspeito responde pelo crime de estupro contra a enteada. (Foto: Reprodução)

O carro e o celular do suspeito de matar a adolescente Amélia Vitória, de 14 anos, em Aparecida de Goiânia, foram apreendidos em uma força-tarefa montada para investigar o crime. O homem foi liberado pela ausência de flagrante, no sábado (2), mesmo dia que o corpo da menina foi encontrado.

O corpo de Amélia Vitória foi encontrado encoberto por um lençol no Parque Hayalla, em Aparecida de Goiânia. A menina estava desaparecida desde o dia 30 de novembro, quando estava indo buscar a irmã na escola. A vítima foi reconhecida pelos familiares, após ser encontrada por equipes da Guarda Civil Municipal.

A força-tarefa que identificou o veículo do suspeito é composta por agentes da Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Técnico-Científica e Guarda Civil de Aparecida de Goiânia. A equipe analisou as imagens de câmeras de segurança e o veículo é um dos que passa pelo local em que o corpo foi encontrado.

A Polícia Militar abordou o suspeito, que apresentou versão contraditória sobre a ficha criminal. Além disso, cães farejaram vestígios que indicam que Amélia Vitória pode ter sido transportada no porta-malas do carro.

Ficha criminal

O suspeito de matar Amélia Vitória responde pelo estupro da enteada, crime que teria acontecido em 2022, quando a garota tinha apenas 15 anos. Segundo informações da força-tarefa montada para encontrar Amélia, o homem teria engravidado a vítima do abuso.


Leia mais sobre: / / / / / / Cidades

Maria Paula

Jornalista formada pela PUC-GO em 2022 e MBA em Marketing pela USP.