27 de fevereiro de 2024
Trindade • atualizado em 09/02/2024 às 08:41

“Surpreso”, disse Darrot após ser alvo de operação da PC para investigar irregularidades licitatórias

Polícia Civil investiga licitação e contrato do ano de 2013, período correspondente ao primeiro mandato de Jânio Darrot
Em nota, Jânio disse que espera que os fatos tão logo sejam esclarecidos. (Foto: Reprodução).
Em nota, Jânio disse que espera que os fatos tão logo sejam esclarecidos. (Foto: Reprodução).

O ex-prefeito de Trindade e pré-candidato a prefeito de Goiânia, Jânio Darrot (MDB), se considerou surpreso diante de uma investigação deflagrada pela Polícia Civil de Goiás nesta quinta-feira (8). A operação da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap) esteve na residência de Jânio em Trindade e na prefeitura da cidade para apurar irregularidades em um procedimento licitatório no município, feito em 2013.

No ano em questão, Trindade estava sob o comando de Jânio. “Darrot se considera surpreso diante de uma investigação deflagrada onze anos após o suposto fato, e, principalmente, diante do atual contexto político”, informou a assessoria do político em nota. Ao Diário de Goiás, a equipe de Jânio informou que, na manhã desta sexta-feira (9), ele continua em Ceres acompanhando uma de suas filhas que passou por procedimento cirúrgico e está se inteirando sobre a investigação.

O pré-candidato também informou à imprensa goiana que está à disposição para contribuir com qualquer tipo de diligência, “uma vez que seus atos enquanto gestor foram norteados pelo zelo com a administração pública, garantindo a ele uma alta aprovação enquanto esteve a frente do executivo municipal”.

A Polícia Civil comunicou que as investigações seguem em sigilo e que, no momento, investiga-se uma suposta fraude na contratação de empresa de locação de veículos, cuja apuração sugere possível prejuízo aos cofres públicos. Em nota, a Prefeitura de Trindade afirmou que entregou todos os documentos que se encontravam no arquivo da Prefeitura e também se colocou à disposição para continuar colaborando com as solicitações da justiça.


Leia mais sobre: / / / / Política

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019