21 de maio de 2022
Cidades • atualizado em 12/02/2020 às 23:51

“SSP-GO trata a segurança com descaso”, diz presidente do Sinpol

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Goiás (Sinpol-GO), entidade que participa da Operação Produtividade Zero nesta quarta-feira (9), Paulo Sérgio Alves, afirmou que a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás (SSP-GO) trata a segurança com descaso. Segundo ele, a sensação de segurança no Estado é mascarada pelo próprio órgão.

A SSP-GO emitiu ontem (8) uma nota para esclarecer fatos relacionados à Operação Produtividades Zero, que ocorre desde às 8h de hoje, em que determina que sejam adotadas providências necessárias à apuração disciplinar e criminal de eventuais fatos decorrentes da Operação.

Questionado sobre as punições, Paulo Sérgio declarou que já esperava esse posicionamento e que a SSP-GO vem punindo a sociedade ao longo dos anos. “Não esperávamos nada além disso, nada condizente com o valor dos policiais. Tratam até o cidadão de forma desprezível”, disse ele.

Continua após a publicidade

Segundo o presidente do Sinpol, “a secretaria responsabilizará os policiais pelos crimes ocorridos durante a Operação Produtividade Zero, mas esses mesmos crimes acontecem todos os dias e não é possível investigar pela falta de recursos”.

LEIA MAIS:

SSP-GO anuncia que adotará medidas disciplinar e criminal a partir da mobilização de servidores

Continua após a publicidade

Categorias da Segurança Pública realizam paralisação geral nesta quarta-feira (9)

Leia mais sobre:
Cidades