25 de maio de 2024
Goiânia

SMT prepara regras para uso de patinete  elétrico em Goiânia

Foto: Fábio Costa
Foto: Fábio Costa

{nomultithumb}

A prefeitura de São Paulo impôs regras para os famosos patinetes elétricos,  como limite de velocidade, uso de capacete e até multas. Em Goiânia, a Secretaria Municipal de Trânsito (SMT), afirma estar avaliando formas para que isso também seja feito na capital, além da conscientização para os usuários.

“A questão do patinete na cidade hoje é um problema mundial, todas as capitais do Brasil já estão se adequando. Vai sem dúvida nenhuma contribuir para a mobilidade das cidades e Goiânia obviamente não vai ficar alheia a este processo. É um processo de evolução da mobilidade no mundo e Goiânia está inserida nisso. É uma novidade aqui, está muito recente, o início dela se deu sem o processo passar pela SMT, e estamos agora já com esse processo para fazermos todas as analises e as adequações do uso dele na cidade”, explica o secretário municipal de Trânsito, Fernando Santana.

fernando santana secretario transitoSegundo o secretário, já é previsto dentro do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), algumas situações ou condições de uso como: ser usado somente por maiores de 18 anos, a velocidade máxima de 20 KM/h sendo  na ciclovia e ciclo faixas, e no caso de estar em calçadas com pedestres com velocidade máxima de 6 KM/h e com os equipamentos de proteção (capacete, joelheira).

“Da forma que está hoje, está sem dúvida trazendo grandes riscos a sociedade principalmente nos parques de Goiânia. Isso tudo leva também a responsabilidade para os pais, porque no próprio patinete existe um documento, aonde está muito claro que o uso dele só é permitido acima de 18 anos. Se o menor está usando é porque tecnicamente ele está autorizado pelo pai. Se houver algum problema mais grave, um atropelamento com ferimento ou até mesmo ocorrer um óbito, então os pais é que serão responsáveis juntamente com a empresa, porque ela também tem que ser fiscalizadora”, esclarece.

Santana afirma que a SMT já está estudando a regulamentação de uso dos patinetes na capital. “Estamos estudando isso já na SMT para que nós possamos regulamentar o uso dele dentro da cidade e fazer com que ele venha contribuir com o nosso sistema de mobilidade, trazendo além  de mais um equipamento para estar transportando pessoas, servir para o lazer e diversão”.

Processo

De acordo com o secretário, a  equipe de engenharia da SMT  está fazendo a avaliação. “Nós vamos a partir do momento da conclusão entendendo as exigências necessárias para Goiânia, vamos dentro de um processo levar até a procuradoria do município para que ela também faça uma análise. A partir daí estaremos editando um decreto aonde estará regulamentando esse uso”, detalha.

“Queremos fazer isso com maior agilidade com 60 dias no máximo estar com ele regulamentado dentro de Goiânia. É um trabalho que precisa  ter uma atenção  especial e agilidade para uma conclusão disso e para que a sociedade toda entenda e passe a usar dentro das normas exigidas pelo município. As empresas serão chamadas também e vamos exigir que elas participem desse ato de fiscalização do uso do equipamento”, acrescenta.

Ainda segundo Santana, a SMT tem registrado muitas reclamações.  “Pessoas dizendo sobre o uso abusivo desse equipamento e o pedestre na calçada está se sentindo inibido, está perdendo a própria liberdade dele na calçada pelo excesso de velocidade dos patinetes. A gente observa que ele dentro da calçada no meio do pedestre se andar na velocidade permitida não vamos ter problema nenhum. O que precisa é isso, esse trabalho, fazer campanha educativa para mostrar como se deve usar realmente com segurança”, esclarece .

O secretário destaca que os técnicos estarão presentes nos parques de Goiânia, nas zonas periféricas das escolas onde está se constatando muito o uso. “Estarão vivendo isso para realmente fazer uma análise bem justa e segura do que nós vamos definir”, conclui.  


Leia mais sobre: / / / / / Goiânia