18 de abril de 2024
Imunização de bebês • atualizado em 21/02/2024 às 18:42

SMS Goiânia inicia vacinação de crianças prematuras contra vírus respiratório; veja locais

A Campanha do Medicamento Palivizumabe para bebês prematuros acontece de fevereiro a julho, durante a temporada de gripe, para prevenir infecções respiratórias graves
A campanha visa vacinação de crianças prematuras contra o vírus respiratório. Foto: Anna Lúcia Almeida
A campanha visa vacinação de crianças prematuras contra o vírus respiratório. Foto: Anna Lúcia Almeida

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia iniciou, nesta quarta-feira (21), a Campanha do Medicamento Palivizumabe. A iniciativa visa a vacinação de crianças prematuras contra o vírus respiratório e acontece de fevereiro a julho, período de maior incidência de gripe.

O objetivo da ação é prevenir infecções graves pelo vírus sincicial respiratório (VSR) em bebês e crianças de alto risco, como prematuros ou aqueles com problemas cardíacos ou pulmonares, através do uso do Palivizumabe. O medicamento é administrado por injeção mensal durante a temporada de gripe e é especialmente importante para proteger bebês vulneráveis.

Ação de imunização

A campanha será realizada pela SMS até julho, exclusivamente na Unidade de Saúde da Família (USF) do Conjunto Riviera. A vacinação do Palivizumabe acontece das 8h às 11h30. Todos os anos, no mês de janeiro, a GAF abre novos processos e renova os antigos mediante apresentação de documentos com parecer médico. Com isso, os responsáveis são orientados sobre o cronograma de aplicação e o local da campanha. Para os pacientes que estão internados, as doses serão disponibilizadas nos hospitais.

O público-alvo da campanha são crianças prematuras nascidas com a idade gestacional até 28 semanas e 6 dias, com idade inferior a 1 ano (até 11 meses e 29 dias) e inferior a 2 anos (até 1 ano 11 meses e 29 dias) e que possuem alguma doença pulmonar crônica da prematuridade (displasia broncopulmonar e doença cardíaca congênita com repercussão hemodinâmica demonstrada). O projeto será realizado pela Gerência de Assistência Farmacêutica (GAF) da SMS, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SES).


Leia mais sobre: / / / Cidades

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.