27 de fevereiro de 2024
Campanha

SMS Goiânia aplica mais de 2,6 mil doses de vacinas durante força-tarefa

A iniciativa para ampliar o atendimento e atualizar a caderneta de vacinas de crianças e adolescentes aconteceu no último sábado (25), cobrindo a demanda exigida para período de matrículas na capital
Foto: Jackson Rodrigues
Foto: Jackson Rodrigues

A força-tarefa para atualização do cartão de vacinação de crianças e adolescentes e entrega de certificados de vacinação, exigidos para matrícula e rematrícula na rede pública e particular de Educação, aplicou mais de 2,6 mil doses de imunizantes no último sábado (25). A ação envolveu 12 unidades de saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para atender a demanda da população no período final de matrículas para 2024.

O aumento da demanda é resultado da medida estabelecida pela Lei Estadual 22.243 de 28 de agosto de 2023, que torna obrigatória a apresentação do certificado de vacinação no ato da matrícula e rematrícula em escolas municipais, estaduais e particulares.

Certificado para matrícula

Conforme a diretora de Vigilância Epidemiológica da SMS, Marília Castro, a expectativa é que a procura aumente mais ainda até o dia 30 deste mês. “Nossa intenção foi atender esse público, que porventura não tem condição de procurar uma unidade em dias úteis. Agora, com a proximidade do encerramento das rematrículas, que é no dia 30 de novembro, a procura deve aumentar ainda mais”, ressalta.

Marília ressalta que o certificado está disponível no site ImunizaGyn da Prefeitura de Goiânia e poderá ser impresso antes de ser levado a uma unidade de saúde juntamente com o cartão de vacinas. “Lembramos que a SMS disponibiliza 72 salas de vacinas em todos os distritos sanitários da Capital, com funcionamento das 8h às 17h”, pontua a diretora. No local, os profissionais de saúde conferem as doses, aplicam as faltantes, se houver, e atestam o certificado.

Vacinas exigidas

As vacinas consideradas obrigatórias são aquelas ofertadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI). Atualmente, são disponibilizadas pela rede pública de saúde de todo o País 50 imunobiológicos (soros, vacinas e imunoglobulinas), sendo 33 vacinas, das quais 19 compõem o Calendário Nacional de Vacinação para prevenção de mais de 20 doenças infectocontagiosas em diversas faixas etárias.

Atualmente, as vacinas cobradas de crianças e adolescentes em Goiás são: vacina contra tuberculose (BCG); vacina oral contra poliomielite ou paralisia infantil (VOP); vacina contra difteria, tétano, coqueluche e meningite causada por Haemophilus (vacina tetravalente); vacina contra sarampo, rubéola e caxumba (tríplice viral – SRC); vacina contra hepatite B; e vacina contra febre amarela. Imunizantes obrigatórios para adolescentes: vacina contra difteria e tétano; vacina contra febre amarela; vacina contra hepatite B; e vacina contra sarampo e rubéola (dupla viral – SR).


Leia mais sobre: / / / Cidades

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.