25 de junho de 2024
Bahia • atualizado em 28/05/2024 às 08:50

Sindicato dos Rodoviários anuncia greve geral de ônibus na Bahia

Na manhã desta segunda-feira (27) está sendo realizada uma reunião de mediação no Tribunal Regional do Trabalho, na tentativa de reverter a paralisação
Conforme a entidade, mais de 3 milhões de passageiros podem ser afetados com a greve. (Foto: Divulgação).
Conforme a entidade, mais de 3 milhões de passageiros podem ser afetados com a greve. (Foto: Divulgação).

O Sindicato dos Rodoviários anunciou greve geral dos ônibus de transporte coletivos urbanos, intermunicipais, fretamento, locadoras e turismo, no Estado da Bahia. A paralisação está prevista para a próxima quarta-feira (29). A reunião realizada nesta última segunda-feira (27), no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-5), terminou novamente sem acordo entre as partes.

A decisão foi tomada em assembleia, devido à falta de acordo na campanha salarial, após mais de 12 reuniões de negociação. “Durante essas 12 assembleias, eles fizeram várias contrapropostas, mas a proposta toda é de tirar direitos dos trabalhadores”, declarou, em nota, o presidente do sindicato, Hélio Ferreira. De início os empresários ofereceram 1,24% e no último encontro a proposta foi de 2%, ambos foram rejeitados.

Apesar de não terem chegado a um consenso, rodoviários e empresários marcaram um novo encontro na terça (28), novamente no TRT-5, na tentativa de impedir a greve geral da categoria anunciada para quarta (29).

Tratativas

Em coletiva de imprensa, o prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), informou que está em diálogo com os dois lados para facilitar a tratativa. “Estou focado nas negociações para evitar uma greve dos rodoviários. Eles estão bem próximos de fechar um acordo”, afirmou ressaltando que o valor das passagens está congelado entre 2023/2024, sem possível aumento na tarifa neste período.

Vale lembrar que no último sábado (25), o chefe do Executivo municipal destacou ainda que, em caso de paralisação, a prefeitura montará um plano emergencial para não prejudicar a população soteropolitana.

População pode ficar prejudicada

Conforme a entidade sindical, mais de 3 milhões de passageiros podem ser afetados com a greve que podem enfrentar a paralisação do BRT, dos transportes coletivos urbanos, do transporte intermunicipal, empresas de turismo e locadoras.

Veja como a greve pode impactar nos diversos modais em Salvador, Região Metropolitana e Feira de Santana:

  • Transporte Urbano de Salvador: 1650 ônibus
  • Transporte Intermunicipal: 902 ônibus
  • Transporte Metropolitano: 395 ônibus
  • Transporte de Fretamento, turismo e escolar: 2.000 ônibus
  • Transporte Urbano de Feira de Santana: 300 ônibus

Leia mais sobre: / / Brasil