30 de junho de 2022
Goiânia

Sindicato diz que vai à Justiça por reivindicações dos servidores do HDT

Denúncia da direção causou mal-estar no hospital. (Foto: Arquivo DG)
Denúncia da direção causou mal-estar no hospital. (Foto: Arquivo DG)

O presidente do Sindicato de Enfermagem do Estado de Goiás (Sienf-GO), Elcione Gonçalves, afirmou em entrevista ao Diário de Goiás, que a situação no Hospital de Doenças Tropicais (HDT) é de salários atrasados, falta de material e medicamentos, além de leitos de enfermaria fechados. Ele denuncia que os servidores estão sendo coagidos e  que se preciso vai buscar solução na Justiça.

Continua após a publicidade

“Nós vamos buscar outras formas, porque o trabalhador está se sentindo muito coagido e ele tem medo de perder seu emprego. Vamos buscar outros meios na Justiça para mudar essa situação, todos os meios necessários nós vamos buscar, isso não pode continuar”, ressalta Elcione.

Relembre: Servidores do HDT protestam contra atraso de salários e falta de estrutura para atendimento na unidade

                 Servidores da saúde planejam nova manifestação caso pagamento do salário não seja feito até terça-feira (9) 

Continua após a publicidade

“A situação continua na mesma, a OS não está cumprindo com o seu compromisso com os trabalhadores e o salário não foi pago ainda. Começaram a demitir alguns trabalhadores que participaram do movimento  como forma de pressão “, acrescenta.

Segundo Elcione, nesta segunda-feira (22/07), foi feita uma reunião com o secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino, que se comprometeu a notificar a OS.  “Foi levado toda a situação e ele se comprometeu a notificar a própria empresa, tendo em vista que os repasses da parte da Secretaria estão todos em dias. Então, realmente é uma má gestão da OS. A Secretaria está cumprindo com todos os seus compromissos como foi mostrado através de documento, é questão de OS”, afirma o presidente do Sienf-GO.

Por nota, o Instituto Sócrates Guanaes (ISG) que é responsável pela gestão da unidade disse que mesmo com a crise afetando os repasses dos contratos de gestão, tem “procurado priorizar ao máximo o pagamento aos colaboradores”.

Sobre o pagamento dos servidores em julho afirma que “será realizado assim que o ISG receber o devido repasse do mês”, diz a nota. (Veja na íntegra abaixo).

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) destacou também por nota que, os repasses referentes à 2019 para a Organização Social (OS) Instituto Sócrates Guanaes (ISG), estão regulares, ou seja, em dia.

“A SES trabalha para realizar os repasses às OS dentro do mês trabalhado e, neste ano, já repassou cerca de 31 milhões para o HDT. Informa, ainda que as demais OSs também tem recebido, estando o ano de 2019 em dia”, diz a nota da SES-GO.


Nota de esclarecimento ISG

A diretoria do Hospital Estadual de Doenças Tropicais Anuar Auad (HDT) gerido pelo Instituto Sócrates Guanaes (ISG), esclarece que desde que assumiu o Contrato de Gestão em 2012 tem promovido uma modernização e qualificação da unidade, com prioridade para uma assistência humanizada. Com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO) e de todos os colaboradores, o HDT saiu de um estado de interdição ética pelo Conselho Regional de Medicina para a Acreditação ONA 2, a única concedida a um hospital de infectologia no Brasil.

Mesmo com os efeitos da crise econômica do país afetando a regularidade dos repasses dos contratos de gestão, desde o ano passado, a gestão tem procurado priorizar ao máximo o pagamento aos colaboradores. A quitação do salário dos colaboradores em julho será realizada assim que o ISG receber o devido repasse do mês.

 Com base nas negociações com a SES-GO e confiando nos esforços do atual governo em promover o reequilíbrio dos contratos, o ISG segue com seu compromisso de salvar vidas, atuando para mitigar assim que possível, os transtornos ocasionados pela escassez de recursos, tão logo haja a normalidade dos repasses previstos para o contrato de gestão.