23 de abril de 2024
Economia

Setor de serviços apresenta crescimento econômico pelo 34º mês seguido em Goiás

As altas nos índices foram puxadas pelas atividades de transporte, serviços auxiliares aos transportes e correio, seguido pelos serviços de informação e comunicação
No setor de serviços, o destaque positivo foi para atividades de transporte. Foto:
No setor de serviços, o destaque positivo foi para atividades de transporte. Foto:

Dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na última terça-feira (16), mostram que o setor de serviços em Goiás apresentou crescimento pelo 34º mês consecutivo. Os números foram validados pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (IMB).

No índice de crescimento na variação interanual, Goiás alcançou em novembro de 2023 o crescimento acumulado de 6,9%, valor superior à média brasileira que foi de 2,7% no mesmo período. Com efeito, o estado também apresentou aumento de 6,8%, enquanto o país obteve variação de 3%, no comparativo do acumulado em 12 meses.

Comparativo

No ranking nacional, Goiás ficou na 8ª posição entre as demais unidades federativas do país. Já na comparação com novembro de 2022, o crescimento goiano foi de 3,7%, enquanto o Brasil apresentou queda de 0,3%.

De acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), que produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no país, as altas nos índices foram puxadas pelas atividades de transporte, serviços auxiliares aos transportes e correio; seguido dos serviços de informação e comunicação que tiveram variação de 10,9% no acumulado do ano e de 11,4 % e 10,1%, respectivamente, no comparativo em 12 meses.

O titular da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Joel de Sant’Anna Braga Filho comemorou o resultado. “O setor de serviços em Goiás gera renda e milhares de empregos; nós seguiremos trabalhando para manter a boa gestão, que garantiu excelentes resultados em 2023, para que, no ano de 2024, o setor seja ainda melhor para a economia goiana”, destacou.


Leia mais sobre: / / / Notícias do Estado

Luana Cardoso

Luana

Estagiária de Jornalismo do convênio entre a UFG e o Diário de Goiás.