21 de julho de 2024
Cidades

Servidores municipais de Goiânia fazem paralisação na próxima quarta, 13

Servidoras municipais conversam com prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB)
Servidoras municipais conversam com prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB)

 Os servidores municipais de Goiânia vão fazer uma paralisação de 12 horas na próxima quarta-feira (13), reivindicando ajuste salarial e progressão de carreira. Trabalhadores da Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra), Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) e Secretaria Municipal de Saúde (SMS) já confirmaram participação.

Já na última terça-feira (5), cerca de mil servidores da Seinfra paralisaram, segundo o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Goiânia (Sindigoiânia), Ronaldo Gonzaga.

Em entrevista ao Diário de Goiás, o líder sindical criticou que apesar de a Seinfra ter fechado as portas, o prefeito Iris Rezende (MDB) não quis dialogar com a categoria. “Tudo o que a gente quer é negociar. A gente quer trabalhar, mas do jeito que está, há dois anos sem reajuste, não tem condição”, reclamou Gonzaga.

De acordo com o vice, se o prefeito de Goiânia não quiser conversar mesmo após a paralisação de quarta-feira, o Sindigoiânia vai articular uma paralisação ainda mais longa para a semana posterior, incluindo a sede da SME e Centros de Assistência Integral de Saúde (CAIS).

Na manhã desta sexta (8), encruzilhado por servidores do Sindicato de Trabalhadores da Educação em Goiás (Sintego), o prefeito prometeu receber os profissionais na prefeitura e mostrar a eles a situação financeira do município. Além disso, Iris pediu que os servidores pressionem a Câmara Municipal para aprovar projetos que diminuam os gastos e aumentem a arrecadação, os quais tem recebido resistência dos vereadores.

Aparecida de Goiânia

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindsaúde-GO) confirmou ao Diário de Goiás, nesta sexta-feira (8), que os servidores de Aparecida de Goiânia vão começar greve próxima segunda-feira (11) e realizar ato na mesma manhã, em frente ao Cais Nova Era.

Senador Canedo

Em Senador Canedo, os servidores municipais da saúde aguardam reunião com o prefeito Divino Lemes (PSD), marcada para quinta-feira (14), antes de decidiram ou não pela greve.

{nomultithumb}

Leia mais:


Leia mais sobre: Cidades