24 de maio de 2022
Cidades

Servidores da Justiça de Goiás podem deflagrar greve a partir da próxima semana

Segundo o Sindicato dos Servidores e Serventuários da Justiça do Estado de Goiás (Sindjustiça), o governo estadual permanece irredutível em não conceder, neste ano, a revisão geral nos salários do Poder Judiciário, a data-base.

O sindicato estipulou até hoje (18), o prazo para que o governo responda às tentativas de negociação. Caso o posicionamento do Poder Executivo permaneça o mesmo, a categoria deve votar amanhã (19), em assembleia, no Ginásio Rio Vermelho, a deflagração de greve.

De acordo com o sindicato, a greve é uma medida para defender a autonomia do Poder Judiciário.

Continua após a publicidade

O Vice-presidente do Sindjustíça, Fabrício Duarte, esteve ontem (17) na Assembleia Legislativa de Goiás para acompanhar a possível apresentação da data-base, em sessão da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), no entanto, o anteprojeto ainda não avançou.

A primeira chamada da assembleia da categoria está marcada para às 10h, com quórum mínimo de 50% mais um dos filiados do Sindjustiça. Já a segunda chamada será às 10h30, com qualquer quórum. Além da greve, estão na pauta da reunião os informes gerias e outros assuntos de interesse dos servidores. 

Leia mais sobre:
Cidades