16 de julho de 2024
Educação

Servidores da educação de Goiás somam mais de 3 milhões/horas de capacitação

A qualificação de profissionais da Seduc foi impulsionada pela criação do Auxílio Aprimoramento do Governo de Goiás em 2022
O resultado, inédito, corresponde a uma média de 75 horas por colaborador. (Foto: Divulgação).
O resultado, inédito, corresponde a uma média de 75 horas por colaborador. (Foto: Divulgação).

Segundo números da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), professores e servidores administrativos da rede estadual de educação de Goiás cumpriram mais de três milhões de horas de cursos de capacitação no último semestre. O resultado, inédito, corresponde a uma média de 75 horas por colaborador. Além disso, números indicam uma mudança importante de cultura organizacional na pasta.

Conforme o ouvidor da Seduc, Joaquim Trindade, o servidor deve apresentar semestralmente os certificados dos cursos. “É muita coisa se comparado ao número de horas que recebíamos antes da implantação do benefício. A maioria das coordenações regionais atingiu 95% da adesão de servidores aos cursos. A cultura agora é de estudo e especialização constante”, aponta.

Para facilitar a adesão de novos professores ao benefício, a Seduc prorrogou neste semestre o prazo para entrega de certificados. Antes, o prazo seria até o dia 31 de julho. Agora, o servidor pode enviar o documento até o dia 30 de agosto. Os temas dos cursos englobam administração pública, combate ao racismo e ao assédio sexual, pedagogia inclusiva e acessibilidade escolar.

Auxílio aprimoramento

A Secretaria de Estado da Educação foi impulsionada pela criação do Auxílio Aprimoramento do Governo de Goiás em 2022. O benefício garante um valor mensal fixo no valor de R$ 500 para todos os servidores da Seduc (efetivos, comissionados e temporários) que comprovarem a realização de cursos de aprimoramento em sua área de atuação.

O envio do certificado é feito duas vezes ao ano: em junho, referente ao primeiro semestre, e em dezembro, ao segundo semestre letivo. Servidores administrativos devem apresentar certificado de capacitação de, no mínimo, 20 horas por semestre; professores, de 40 horas.

A Seduc oferece cursos de qualificação por meio do Centro de Estudo, Pesquisa e Formação dos Profissionais da Educação (Cepfor). Outra instituição que disponibiliza capacitações é a Escola do Governo do Estado de Goiás. Os servidores podem ainda cursar programas oferecidos por instituições privadas e organizações conveniadas. Para servidores com graduação, especialização, mestrado ou doutorado em andamento, basta apresentar declaração.

Antes do auxílio, a mudança de categoria dos professores (A, B, C e D) consistia em um processo mais lento, podendo ocorrer a cada 3 anos e com a comprovação do desenvolvimento de cursos de aprimoramento, com um total de 120 horas.


Leia mais sobre: / / Cidades / Educação

Elysia Cardoso

Jornalista formada pela Uni Araguaia em 2019