29 de maio de 2024
Manifestação • atualizado em 21/03/2022 às 17:12

Servidores da Educação de Goianira prometem manifestação nesta terça-feira (22)

Na pauta, os servidores estão reivindicando o cumprimento do piso salarial de 33,24% estipulado em lei para todos as referências PI, PII e PIII
(Foto: Arquivo / Gabriel Rebouças)
(Foto: Arquivo / Gabriel Rebouças)

Os servidores da rede municipal de educação de Goianira, Região Metropolitana de Goiânia, estão se juntando para uma manifestação na tarde desta terça-feira (22) em frente a Câmara Municipal.

Na pauta, os servidores estão reivindicando o cumprimento do piso salarial de 33,24% estipulado em lei para todos as referencias PI, PII e PIII, garantia da manutenção e atualização do plano de cargos e salários dos profissionais, criação do plano de cargos e salários para as carreiras administrativas, convocação do cadastro de reserva do ultimo concurso que ainda está em vigência pra suprir os déficits nas instituições, novo concurso público, concessão de Licença Prêmio para os servidores da educação, mudança de referência PII para PIII e por uma gestão democrática com eleição para direção já a partir deste ano.

De acordo com a presidente regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Goiás (Sintego), Joana D’arc, de todos os onze municípios filiados ao sindicato, até o momento apenas Santo Antônio de Goiás já assumiu o compromisso de pagar o piso de 33,24% aos professores municipais.

Ainda de acordo com Joana D’arc, nesta segunda-feira (21), professores da rede municipal de Taquaral, cidade a 90km de Goiânia, entraram de greve. A presidente regional do Sintego ainda afirma que todos os demais municípios também seguem na luta reivindicando pelo piso.

Goianira ainda não é um município filiado ao Sintego, explica Joana D’arc, mas segundo ela o sindicato estará presente na manifestação em apoio aos professores.

A manifestação está marcada para esta terça-feira (22) a partir das 17h30, com participação dos vereadores municipais e representantes do Sintego.

Até o fechamento dessa matéria, nossa reportagem procurou a Secretaria de Educação de Goianira para mais esclarecimentos, mas não tivemos retorno. O espaço fica aberto.

Leia também:


Leia mais sobre: / / / Cidades

Leonardo Calazenço

Jornalista - repórter de cidades, política, economia e o que mais vier! Apaixonado por comunicação e por levar a notícia de forma clara, objetiva e transparente.