19 de junho de 2024
Política

Senador que recebia quase R$ 60 mil agora receberá o teto: R$ 33,7 mil, determina Justiça

(Foto: Reprodução/TV Senado)
(Foto: Reprodução/TV Senado)

Por considerar abusiva lesão ao erário, uma liminar em ação do Ministério Público Federal fez com que a Justiça Federal da Paraíba determinasse a redução da remuneração mensal do senador da República José Maranhão (MDB-PB). Ele acumula R$ 57 mil reais por mês, somando a pensão especial de ex-governador (23,5 mil) mais o salário de senador (33,7 mil). As informações são da coluna Radar da Veja.

Desde 2015, Maranhão vem acumulando os dois valores. Até outubro de 2018, quando ajuizada a ação, o senador recebeu ilegalmente, mais de R$ 1 milhão, segundo a decisão. A União pode requerer de volta o montante.

A partir de agora, com a decisão publicada, Maranhão receberá o teto constitucional, de R$ 33,7 mil, no entanto o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) ainda deverá cumprir a sentença.


Leia mais sobre: / / Política

Domingos Ketelbey

Jornalista e editor do Diário de Goiás. Escreve sobre tudo e também sobre mobilidade urbana, cultura e política. Apaixonado por jornalismo literário, cafés e conversas de botequim.