25 de junho de 2022
Trânsito

Semáforos inteligentes e estudos de tráfego fazem parte do plano para melhorar o trânsito da capital

Tecnologia é usada para dar maior fluidez e garantir a segurança no trâfego de Goiânia
Investimentos em estudos e tecnologia estão sendo feitos para melhorar a fluidez do trânsito de Goiânia. Foto: SMM
Investimentos em estudos e tecnologia estão sendo feitos para melhorar a fluidez do trânsito de Goiânia. Foto: SMM

A Prefeitura de Goiânia está promovendo mudanças para melhorar fluidez do trânsito na capital. Com estudos de tráfego, uso de semáforos inteligentes, ampliação de ciclofaixas e mudanças em sentido de vias, os projetos de desenvolvimento e mobilidade estão sendo colocados em prática.

Um dos maiores exemplos de aplicação dessas mudanças são as modificações nas vias e no trágefo do Jardim América, o maior bairro da capital. O setor passou a ser prioridade, de acordo com os especialistas em mobilidade, por conta do número de acidentes envolvendo ciclistas na região.

Entre as melhorias estão a adoção de sentido único em dois corredores, entre as avenidas Alpes e C-171, proibição para estacionar em um dos lados da via, ampliação de duas avenidas que antes eram estreitas e inclusão de semáforos em sete cruzamentos. Além disso, foram criadas duas ciclofaixas que interligam as avenidas Alpes e T-63.

Continua após a publicidade

Outra localidade que recebeu modificações foi a região da Praça Cívica. O projeto, ainda em execução, conta com a implementação do corredor BRT Norte-Sul, a alteração do fluxo das ruas 94, 14, 1 e 12, modificação nos estacionamentos da região, construção de um terceiro anel em volta do Centro Administrativo, e o consequente desafogamento do fluxo de veículos nos dois anéis originais da praça.

Nos 18 meses de gestão do Prefeito Rogério Cruz, foram revitalizados 24 trechos de ciclovias e ciclofaixas em Goiânia. Foram vistoriados, ainda, mais de 80 km de vias propícias à instalação de ciclovias, que começarão a ser implantadas no segundo semestre deste ano.

Entre os equipamentos com implementação tecnológica estão os semáforos inteligentes. Os equipamentos de sinalização possuem câmeras com sensores que identificam a quantidade de veículos que trafegam naquele ponto por minuto. O semáforo possui, então, a capacidade de abrir e fechar conforme o fluxo, dando maior fluidez ao trânsito de acordo com a necessidade.

Continua após a publicidade

Luana Cardoso é estagiária pelo convênio do Diário de Goiás com a UFG (Universidade Federal de Goiás) sob supervisão de Domingos Ketelbey