09 de agosto de 2022
Chapa governista

Sem indicar suplente, MDB deve ficar neutro nas negociações sobre Senado

Internamente, emedebistas acreditam que tendem a restar apenas Delegado Waldir e Alexandre Baldy em busca da preferência pela base caiadista
Presidente estadual do MDB, Daniel Vilela é o pré-candidato a vice na chapa do governador Ronaldo Caiado (Foto: Divulgação/MDB)
Presidente estadual do MDB, Daniel Vilela é o pré-candidato a vice na chapa do governador Ronaldo Caiado (Foto: Divulgação/MDB)

Em reunião da executiva estadual nesta quinta-feira (21/07), o MDB definiu que fará sua convenção junto com a do partido do governador Ronaldo Caiado, União Brasil, no dia 5 de agosto, no CEL da OAB, a partir das 9 horas. Além disso, entraram em pauta as negociações sobre a disputa pelo Senado.

Segundo disse ao Diário de Goiás uma pessoa que participou do encontro, a sigla adotará um tom de neutralidade em relação ao processo. “Dentro da ótica que o governador tem conduzido, no sentido de que os partidos devem tratar do assunto de acordo com a decisão do TSE [Tribunal Superior Eleitoral].”

“Também procuramos esclarecer a questão da legislação em termos de composição de suplência, e o entendimento é o de que os suplentes têm que ser do mesmo partido do titular”, afirmou a fonte.

Continua após a publicidade

Dessa forma, torna-se a inviável o objetivo que o deputado federal Delegado Waldir (União Brasil) tinha de contar com a indicação do presidente do MDB goiano e pré-candidato a vice de Caiado, Daniel Vilela, para uma de suas vagas de suplente.

Internamente, a leitura emedebista aponta para um cenário em que tendem a permanecer apenas dois nomes da corrida pela preferência da base caiadista: Delegado Waldir e o presidente estadual do Progressistas, Alexandre Baldy.

“Comentamos que o senador Luiz do Carmo [PSC] e o presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira [PSD], parecem ter emitido sinais de preocupação”, declarou o emedebista. O deputado federal Zacharias Calil apresenta números competitivos, mas, como ele é do União Brasil, tudo indica que ficará um passo atrás de Delegado Waldir.

Continua após a publicidade

LEIA TAMBÉM: Pesquisa Serpes: Marconi lidera disputa ao Senado em Goiás com 19,1% e Delegado Waldir com 13,4%

A reunião do MDB goiano também serviu para ajustar os últimos detalhes sobre as chapas de deputado estadual e federal, como a cota de mulheres, que já foi atingida, além de reforçar ações de campanha logo após a convenção, especialmente na Região Metropolitana de Goiânia, e destacar o empenho dos prefeitos durante os encontros com Caiado.