18 de agosto de 2022
Educação

Seduc promete dar fim às escolas de placa de concreto e anuncia construção de 60 salas no Entorno

Secretária Fátima Gavioli explica planejamento para volta. Foto: Divulgação
Secretária Fátima Gavioli explica planejamento para volta. Foto: Divulgação

A secretária estadual de Educação, Fátima Gavioli, afirmou nesta segunda-feira (3), em evento de abertura do ano letivo escolar de 2020, no Colégio Delfino Oclecio Machado, em Luziânia, que o governo dará fim às escolas de placas de concreto.

Continua após a publicidade

De acordo com a titular da Seduc, o governador Ronaldo Caiado determinou que essas estruturas sejam substituídas. As placas de concreto retêm calor e, por isso, causam desconforto aos alunos em dias de temperatura elevada.

Gavioli também revelou que a verba para construção de 60 novas salas de aula na região do Entorno do Distrito Federal já está na conta da Seduc.

“O dinheiro para construir as salas em alvenaria já está na nossa conta. O governador foi a Brasília, conversou com o ministro da Educação e pediu que fossem enviados recursos para construir 60 salas em alvenaria. Nós vamos licitá-las. Serão bonitas, completas, num local adequado”, disse a secretária.

Continua após a publicidade

A titular da Seduc ainda disse que as salas modulares, hoje utilizadas em muitas escolas da região do Entorno do DF, serão transferidas, assim que as salas de alvenaria estejam prontas, para outros locais em que haja a necessidade.

Gavioli informou também que Caiado destinou R$ 2,3 milhões para obras de melhorias na rede estadual do Entorno. “Governador mandou para pintar, administrar, deixar a escola bonita, colocar grama esmeralda no jardim”, disse a secretária. “Entregamos hoje 3 mil carteiras e uniformes para toda a rede estadual”, completou.