19 de junho de 2024
Gestão • atualizado em 17/08/2023 às 18:01

Secretário discute pautas da saúde na Alego

Sérgio Vencio e equipe abordaram temas como a regionalização da saúde e o novo modelo de chamamento das organizações sociais para gerir hospitais da rede pública estadual
Reunião entre secretário Sérgio Vencio e deputados ocorreu na presidência da Assembleia Legislativa (Alego). Foto: Iron Braz
Reunião entre secretário Sérgio Vencio e deputados ocorreu na presidência da Assembleia Legislativa (Alego). Foto: Iron Braz

Nesta quarta-feira (16), o secretário estadual da Saúde, Sérgio Vencio, participou de uma reunião com deputados da base governista e da oposição na presidência da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego). Durante o encontro, o secretário abordou a nova administração das regionais de saúde e o objetivo de levar atendimento de qualidade aos 246 municípios goianos, no âmbito da estratégia de regionalização, e o novo modelo chamamento das organizações sociais para gerir hospitais da rede pública estadual.

Acompanhado pela secretaria adjunta, Anamaria Arruda, e pelo subsecretário de Vigilância e Atenção à Saúde, Luciano Carvalho, o titular da pasta esclareceu dúvidas e respondeu aos questionamentos dos deputados presentes no encontro, em especial sobre os novos chamamentos, que incluem, como inovação, a abertura da participação de fundações, hospitais filantrópicos e Organizações da Sociedade Civil (OSCs) – não mais apenas Organizações Sociais (OSs).

“A ideia é ampliar a concorrência e elevar a qualificação e eficácia na gestão das nossas unidades”, explicou o secretário. Vencio lembrou, ainda, que é preciso uma fiscalização ainda mais rigorosa do processo de escolha e da gestão das unidades, o que será garantido com o novo modelo, que propiciará maior competitividade.

“Tudo com 100% de transparência no processo. A Alego pode acompanhar, o Ministério Público foi convidado e deve acompanhar, da mesma forma, o Tribunal de Contas do Estado (TCE)”, pontuou o secretário. “Enfim, o processo vai seguir estritamente o regramento. E quem fizer a melhor proposta vai assumir”, garantiu.

Vencio ressaltou ainda outros pontos positivos da proposta de chamamento que vem sendo desenhada desde fevereiro deste ano, com sua equipe, em trabalho coordenado pela subsecretária Anamaria Arruda. “Independentemente de quem ganhar, o valor pago, a fiscalização serão os mesmos, com acompanhamento dos órgãos de controle, do MP, da Alego, do TCE”, reforçou.

LEIA TAMBÉM: Quase metade das mortes por problemas respiratórios em Goiás foi provocada por Covid-19


Leia mais sobre: / / / / Notícias do Estado

Vinicius Martins

Jornalista por formação com MBA em Marketing e Estratégia Digital.