29 de maio de 2024
Cidades

Secretário de Educação discorda de pedido de indiciamento em CEI da Câmara

Secretário compareceu a Câmara nesta quarta-feira (12)
Secretário compareceu a Câmara nesta quarta-feira (12)

Uma Comissão Especial de Inquérito na Câmara Municipal de Goiânia (CEI) procurou apurar a existência de irregularidades na área da Ensino da capital. Os vereadores pediram o indiciamento do secretário de Educação, Marcelo Ferreira da Costa e de outros três servidores. Questionado sobre o assunto, o gestor discorda das ponderações feitas pela CEI.

Entre as denúncias relativas a supostas irregularidades estão: o possível superfaturamento na instalação de salas modulares, gastos elevados em relação ao transporte escolar, a suposta entrega de alimentos da merenda que seria de qualidade inferior ao que foi contratado. Marcelo Ferreira da Costa disse que desde 2017 as portas da Secretaria Municipal de Educação estão abertas para os órgãos de controle.

O mundo político tem a sua própria dinâmica, nós nos limitamos a fazer, em 2017 abrimos a secretaria para os órgãos de controle, foram sempre muito bem vindos, sempre mostramos todas as ações junto ao Tribunal de Contas, Ministério Público, eles tem nos acompanhando, portanto não temos nenhum receio de apresentar documentação nesse sentido”, declarou o gestor.

Questionado sobre o assunto o prefeito Iris Rezende que é preciso ter cuidado para não cometer injustiça. O chefe do Executivo disse que não tem o conhecimento aprofundado da questão e que não poderia ficar dando palpite na questão.

“Eu não posso cometer precipitação e já ir dando palpite daquilo que não tenho conhecimento real da coisa. Agora, sou um homem prudente, tenho um calejamento político, administrativo muito longo, e não posso em hipótese nenhuma permitir erro ou injustiça na administração pública municipal”, analisou o prefeito.

O secretário Marcelo Ferreira da Costa argumentou que seria pertinente perguntar os pais e os alunos como tem sido oferecido o serviço na área de Ensino em Goiânia. “Bom, uma boa gestão faz obras, ela entrega aquilo para a população que é preciso, tínhamos que perguntar aos pais se estão satisfeitos nos CMEIS, se as crianças estão sendo bem atendidas, é claro que numa gestão, existem opiniões contrárias, isso é normal, é democrático, temos que trabalhar para a população de Goiânia, nós trabalhamos para os pais, para as crianças”, disse o secretário.

Os vereadores pediram o indiciamento de Marcelo Ferreira da Costa, dos servidores: Fábio Soares Mello, Diego Marques Teixeira e Leila Barbosa.

Leia outras notícias no Diário de Goiás

Iris admite “não fugir da luta” caso apareça fato novo antes das eleições

Disputa pela Prefeitura de Anápolis tem polarização entre Naves e Gomide


Leia mais sobre: / Cidades