24 de maio de 2024
Goiânia

Secretário da SMT ressalta importância da Zona 40 na prevenção de acidentes no trânsito

Secretário municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade, Fernando Santana - Foto: Samuel Straioto.
Secretário municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade, Fernando Santana - Foto: Samuel Straioto.

A Prefeitura de Goiânia está intensificando as campanhas educativas com relação ao controle de velocidade na capital, em especial na região central onde funciona a Zona 40. Neste sábado (24/08), no Mutirão da região Sudoeste, o secretário Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), Fernando Santana em entrevista ao Diário de Goiás ressaltou a importância do respeito aos limites estabelecidos e que a maior parte das multas e acidentes fatais decorrem-se a partir de infrações pelo excesso de velocidade.

Fernando destacou que justifica-se implantar a Zona 40 na região central pois é onde se concentra a maior demanda urbana da cidade. “É onde existe o maior número de concentração de pessoas, automóveis, bicicletas e transporte coletivos. Tudo se concentra ali. Então por isso foi instituído essa Zona 40”.

O secretário ressalta que a partir do momento que houve a instituição da Zona 40 na região os impactos positivos já foram vistos: a fluidez no trânsito talvez seja uma das maiores vantagens. “A partir do controle da velocidade, tudo se transformou lá. Você tem segurança, tanto para o pedestre como para o motorista. Você tem a certeza que vai andar a 40 mas vai andar. Não tem travamento mais”, salientou.

Daí, a necessidade de fiscalização no trânsito e das campanhas educativas para conscientizar os motoristas à essa realidade. “Obviamente a fiscalização faz parte até do processo educativo que nós estamos pegando hoje. Começa na escola e se estende nas igrejas, nos parques, nas ruas, em geral”, salientou.

Por fim, destacou que boa parte das multas aplicadas no trânsito são devido ao excesso de velocidade. Mais ainda: levam à acidentes fatais ou que trazem consequências para o motorista. “Sem dúvidas, 60% do número de infrações registradas pela SMT é por excesso de velocidade. Isso é um ítem muito preocupante para nós. Além de ser um grande desrespeito também é o grande causador de acidentes com morte. Além da morte, tem a consequência muito grave que leva o cidadão a ficar fora do trabalho e também para sua família como um todo”, conclui. 


Leia mais sobre: / / Goiânia

Domingos Ketelbey

Jornalista e editor do Diário de Goiás. Escreve sobre tudo e também sobre mobilidade urbana, cultura e política. Apaixonado por jornalismo literário, cafés e conversas de botequim.