22 de maio de 2024
Campanha Xô Dodói

Saúde de Goiás usa campanha educativa para estimular vacinação infantil contra poliomielite

Ministério da Saúde orientou prorrogação da campanha nacional, que agora vai até o dia 30 de setembro em todo o Estado
Campanha Xô Dodói estimula a vacinação de crianças até 5 anos de idade contra poliomielite. Fotos: Irom Braz
Campanha Xô Dodói estimula a vacinação de crianças até 5 anos de idade contra poliomielite. Fotos: Irom Braz

A campanha de vacinação contra poliomielite e outras doenças, com foco em crianças e adolescentes com até 15 anos de idade continua até dia 30 de setembro. Após orientação do Ministério da Saúde para que o atendimento fosse prorrogado, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Goiás deciciu apostar na campanha educativa “Xô Dodói” para estimular a vacinação entre o público infantil.

O “Xô Dodói” tem como público principal crianças menores de 5 anos, faixa etária que precisa ser imunizada contra a paralisia infantil. A campanha está presente em todas as 246 cidades do Estado de Goiás, circulando entre informativos, cartazes e, em breve, estará também em kits pedagógicos que ensinam os pequenos sobre vacinação.

A distribuição dos kits já começou a ser feita nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei) de Goiânia, no Programa Saúde na Escola, e tem previsão para atingir outros municípios de Goiás ao longo do mês.

Até agora, Goiás já conseguiu imunizar 27,86% das crianças na faixa etária de 1 a 4 anos contra a poliomielite. A porcentagem é equivalente a 112.998 doses. Atualmente, a estimativa populacional da faixa etária que é alvo da campanha é de 405.617 crianças.

Em relação a vacinação de rotina, Goiás já está acima da médica nacional, associado ao público menor de dois anos de idade. Com exceção para a vacina tríplice viral, que até agora atingiu apenas 68,43%, enquanto o país apresenta médica de cobertura de 70,55%.

Apesar do foco da campanha estar voltado para ampliação da imunização contra a polio, a aplicação das outras vacinas do Calendário Nacional de Vacinação, que envolve vacinas destinadas também a crianças e adolescentes até 15 anos de idade, continua normalmente.


Leia mais sobre: / / Notícias do Estado