17 de agosto de 2022
Primeiro caso

Saúde de Goiás alerta população após primeiro caso suspeito de varíola dos macacos

O caso suspeito é de uma mulher de 43 anos que reside em Goiânia
A mulher permanece em isolamento domiciliar como forma de prevenir a transmissão da doença. (Foto: Divulgação)
A mulher permanece em isolamento domiciliar como forma de prevenir a transmissão da doença. (Foto: Divulgação)

O Ministério da Saúde informou, que Goiás tem o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos. Segundo a pasta, dois casos foram notificados no Estado, porém, um foi descartado. Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, a investigação dos casos suspeitos já está em andamento.

Ao Diário de Goiás, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), informou, que o caso suspeito é de uma mulher de 43 anos, que reside na capital. Segundo a pasta ela permanece em isolamento domiciliar como forma de prevenir a transmissão da doença.

Segundo a SES-GO é considerado caso suspeito, a pessoa que a partir do dia 15 de março deste ano, tenha apresentado erupções cutâneas pelo corpo. Entre os sintomas, também estão a febre e o inchaço dos gânglios (linfonodos). Em caso de suspeita da doença, deve ser feito o isolamento imediato da pessoa e coletadas as amostras clínicas.

Continua após a publicidade

Recomendações

Em nota, a SES-GO orienta a população a procurar assistência médica em caso de surgimento de sintomas da doença. A pasta também recomenda o uso de máscara como forma de prevenir a varíola dos macacos, e a higienização frequente das mãos. 

A doença é transmitida principalmente,  por meio de contato físico com as lesões da pessoa que apresenta a doença ou objetos manuseados por ela. A transmissão  também se dá por meio de gotículas de saliva.

Continua após a publicidade

Ao todo, até o momento, no Brasil, foram notificados 80 casos de varíola dos macacos. Destes, 20 casos foram confirmados e 14 casos, incluindo o de Goiás, permanecem suspeitos.