28 de junho de 2022
Cidades

Saneago tem plano de racionamento aprovado, mas medida só entra em vigor caso crise hídrica piore

Bacia do Meia Ponte está sob observação constante da Semad em plano para evitar racionamento. (Foto: Semad)
Bacia do Meia Ponte está sob observação constante da Semad em plano para evitar racionamento. (Foto: Semad)

A Saneago já tem um plano de racionamento aprovado pelas agências reguladoras de Goiânia e de Goiás. O planejamento prevê que, em caso de piora da crise hídrica, bairros de Goiânia e Aparecida de Goiânia poderão ter o abastecimento interrompido a cada dois dias.

Por ora, apesar de aprovado, o plano segue arquivado. Ele será colocado em prática caso a vazão do Meia Ponte caia a 2,4 mil litros por segundo. Nesse caso, o rodízio ocorreria nas regiões servidas pelo manancial.

Em nota, a Saneago lembrou que, hoje, a captação do Meia Ponte está em 2,6 mil litros por segundo, o que garante o abastecimento normal. A barragem do Ribeirão João Leite, que também atende parte da Grande Goiânia, está com 78% da capacidade de reservação. “Com isso, a produção e distribuição de água tratada segue normalizada”, disse a companhia.

Continua após a publicidade

A estatal lembra que os planos de racionamento não necessariamente devem ser efetivados e são apenas uma saída emergencial em caso de agravamento de crises. “Neste ano, a companhia está ainda mais preparada para manter o abastecimento normalizado.”

Rompimento em adutora causa falta d’água

Moradores de Aparecida e Goiânia registaram desabastecimento nesta segunda (20) e terça-feira (21). A falta d’água se deu, segundo a Sanego, pelo rompimento de uma adutora de grande porte no Setor Leste Vila Nova.

Continua após a publicidade

A estatal informou que, imediatamente após o rompimento, o registro foi desligado e os técnicos repararam a estrutura. De acordo com a Saneago, imóveis com caixas d´água bem dimensionadas não foram afetados. O abastecimento de água foi retomado após a conclusão do serviço e está em fase de normalização gradual.

No entanto, informou a empresa, a normalização total do sistema depende da completa recuperação da rede e dos reservatórios, com carga d’água. Os bairros mais distantes da Estação de Tratamento de Água de Goiânia, no setor Negrão de Lima, e da parte alta da cidade ainda podem ter intermitências no abastecimento ao longo do dia. Em Goiânia, os bairros ainda afetados são os da influência dos reservatórios: Celg Elevado (Jardim Goiás), Pedro Ludovico, Serrinha, Parque Amazônia, Riviera, Villagio Toscano, Parque Atheneu, Alphaville, Brisas do Cerrado, Recanto dos Buritis, Jardins Atenas, Jardins Paris, Parque das Laranjeiras, Portal Green e Portal do Sol. Em Aparecida de Goiânia, as regiões dos bairros Papillon, Santa Luzia e Vila Brasília.

A previsão é de normalização total no decorrer da noite de hoje. A Saneago solicita a compreensão da população e o consumo moderado de suas reservas nas caixas d´água, principalmente até a recuperação total do sistema.