13 de junho de 2024
ELEIÇÕES 2024 • atualizado em 04/04/2024 às 16:41

Sandro Mabel vai a evento com Bolsonaro em busca de aliança

Empresário esteve junto com governador que falou em apoio mútuo no segundo turno desse ano; Bolsonaro apontou somente os nomes de seu partido como prioridade
Bolsonaro esteve com Mabel que buscava "unir forças", mas o tom foi de priorizar nomes do PL - Foto: Divulgação assessoria
Bolsonaro esteve com Mabel que buscava "unir forças", mas o tom foi de priorizar nomes do PL - Foto: Divulgação assessoria

O tatersal de elite do Parque de Exposições Agropecuárias de Goiânia, onde o ex-presidente Jair Bolsonaro compareceu nesta quinta-feira (4), em encontro com correligionários do PL, foi espaço também para a presença do empresário Sandro Mabel, que deve se filiar hoje no União Brasil. Pré-candidato à Prefeitura de Goiânia, Mabel não discursou, mas compareceu com uma mensagem pronta: “Temos que juntar todas as forças por Goiânia”.

E foi acompanhado do patrocinador de sua pré-candidatura, o governador Ronaldo Caiado (UB). Caiado discursou sugerindo apoio mútuo (PL e UB) no segundo turno das eleições municipais deste ano nos municípios onde pode ocorrer segundo turno, o caso de Goiânia, Aparecida e Anápolis.

“Cada município escolhe seu candidato e a gente respeita, então o que nós temos, é um compromisso para aquele que chegar no segundo turno, todos nós possamos ajudá-lo para governar Goiânia e as cidades todas do querido estado de Goiás”.

Em seu discurso, Bolsonaro não falou sobre alianças. Ao contrário, indicou nomes do PL como “sementes” que precisam ser cultivadas, reforçando a ideia de que o foco prioritário está nos pré-candidatos da legenda.

Dois postulantes

Com a presença de Mabel, o ex-presidente atraiu dois pré-candidatos a prefeito, já que Gustavo Gayer, da mesma legenda que ele, também desfilou ao seu lado. Como mostrou o Diário de Goiás antes, Gayer inclusive aproveitou o evento para reafirmar que continua no páreo.

A intenção é dissipar rumores de que vai desistir a qualquer momento e ceder a oportunidade para uma composição entre o PL e outro partido. Esse partido seria justamente o UB. Ou seja, a aposta seria de que o pré-candidato a vice de Mabel viesse do PL. Essa possibilidade seria o incentivo para a ida do empresário até a Pecuária nesta quinta.

Para que Gayer não perca o mandato de deputado federal, a estratégia envolveria desistir após o término da janela partidária. A janela acaba na sexta-feira (5). Mais adiante, seria lançado o ex-deputado Major Vítor Hugo como vice na chapa de Mabel. Ao reafirmar a manutenção de sua pré-candidatura no evento desta quinta, contudo, Gayer sinalizou que colocava um ponto final na especulação.

Vitor Hugo também já havia sinalizado no oposto do rumor. Em entrevistas ele afirmou que, sendo um dos maiores partidos do Brasil, o PL não deveria deixar de lançar um candidato a prefeito em Goiânia, uma das maiores cidades do país.


Leia mais sobre: / / / / Eleições 2024 / Política

Marília Assunção

Jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás. Também formada em História pela Universidade Católica de Goiás e pós-graduada em Regulação Econômica de Mercados pela Universidade de Brasília. Repórter de diferentes áreas para os jornais O Popular e Estadão (correspondente). Prêmios de jornalismo: duas edições do Crea/GO, Embratel e Esso em categoria nacional.