27 de maio de 2024
Brasília

Saiba por que Damares está usando máscara facial durantes as sessões no Congresso

A senadora disse que está com o rosto parcialmente paralisado por consequência de uma paralisia facial causada pelo vírus Varicela-Zóster
Dâmares Alves é senadora do Republicanos pelo Distrito Federal. (Foto: reprodução)
Dâmares Alves é senadora do Republicanos pelo Distrito Federal. (Foto: reprodução)

Após alguns dias sobre as matérias de que a senadora Damares Alves (Republicanos-DF) estava usando máscara facial nas sessões do Congresso, depois de três anos de pandemia, a parlamentar resolveu se pronunciar pelo motivo. Em suas redes sociais, ela, primeiro, chamou de cruel a falta de apuração dos jornalistas que escreveram sobre o fato e depois se explicou. Veja.

Segundo consta nas postagens da senadora, ela está com uma paralisia facial causada pelo vírus Varicela-Zóster, o mesmo que causa catapora e provoca a Herpes-Zóster, conhecida popularmente como “cobreiro”.

“Uma pena que o jornalista tenha preferido a chacota em detrimento da apuração da informação. Mas para acabar com qualquer tipo de especulação, informo a seguir o motivo de estar utilizando máscara nas dependências do Senado”, afirmou Damares, fotografa pela Agência Senado usando a máscara facial que, também é indicada como forma de evitar o contágio por coronavírus.

“Há cerca de três semanas fui acometida pela herpes-zóster, doença causada pela reativação do vírus causador da catapora. Minha infecção ocorreu no ouvido, caso raro, e causou uma paralisia facial. Fiquei internada alguns dias. Faço tratamento para amenizar a situação”, continuou Damares nas postagens.

Vale lembrar que a doença atinge, principalmente, pessoas com mais de 50 anos, que tiveram Catapora na infância. O vírus Varicela-Zóster fica alojado na coluna espinhal e pode ser reativado na idade adulta por comprometimento do sistema imunológico. Dentre os sintomas mais comum, que não incluem paralisia (este costuma ser mais raro), estão coceiras, dores nos nervos, parestesias (formigamento, agulhadas, adormecimento e até paralisia), febre, dor de cabeça e mal-estar.


Leia mais sobre: / / Política

Carlos Nathan Sampaio

Jornalista formado pela Universidade Federal e Mato Grosso (UFMT) em 2013, especialista Estratégias de Mídias Digitais pelo Instituto de Pós-Graduação e Graduação de Goiânia - IPOG, pós-graduado em Comunicação Empresarial pelo Senac e especialista em SEO.