26 de junho de 2022
Entrevista • atualizado em 18/05/2022 às 20:07

Novos ônibus do transporte coletivo terão ar condicionado, promete prefeito

O transporte público é apontado como uma das prioridades do prefeito de Goiânia que conta com um acerto verbal entre os gestores que custeiam maior parte do transporte
A busca para solucionar os problemas do transporte público na capital goianiense é apontada por ele como um dos fatores que aproximou de Ronaldo Caiado
A busca para solucionar os problemas do transporte público na capital goianiense é apontada por ele como um dos fatores que aproximou de Ronaldo Caiado

Apontado como uma das prioridades do prefeito Rogério Cruz (Republicanos), o transporte público da Região Metropolitana pode contar com uma nova frota de veículos, climatizados e com a garantia de melhor conforto para a população. É o que apontou o prefeito em entrevista ao Jornal Diário de Goiás na tarde desta quarta-feira (18), na sede do Paço Municipal.  

De acordo com o chefe do Executivo, a renovação dos veículos do transporte público já está acertada verbalmente entre a prefeitura e os outros dois munícipios que custeiam maior parte do transporte na Região Metropolitana. Aparecida de Goiânia e Senador Canedo. Ele no entanto pondera que ainda precisa de um termo de compromisso por escrito entre os gestores, para que seja apresentada uma data e os novos veículos sejam entregues à população.

“Isso é o que estamos propondo para as empresas e para que possamos [gestores] custear os novos com maior conforto para a população. Verbalmente já existe esse compromisso de alterar a frota para que a cidade conte com veículos com ar condicionado. É uma necessidade para o trabalhador e para a nossa cidade e qualidade de vida para quem usa o transporte, principalmente porque Goiânia é uma cidade quente”, comenta o prefeito.  

Continua após a publicidade

O prefeito ainda avalia que muito já foi feito pelo transporte público por causa da parceria entre a Prefeitura e o Governo de Goiás. É uma parceria que Rogério considera muito importante porque solucionou algumas questões que não eram solucionadas anteriormente porque não havia um acordo entre as administrações.  

“Estive na Câmara Municipal por oito anos em busca de melhorias, mas não tínhamos esta condição que temos hoje e a parceria entre o Poder Público Municipal com o Estado fez com que Goiânia tenha, muito em breve, o melhor sistema de transporte público do Brasil e também o mais barato”, comentou.  

A situação, segundo o republicano, só será possível por causa deste diálogo entre os prefeitos da Região Metropolitana com o Governo que, inclusive, é apontado por Rogério Cruz como uma das principais ações que aproximaram o prefeito do governador Ronaldo Caiado (UB).  

Continua após a publicidade

“Foi dali em diante que começamos a conversar sobre o transporte público, porque o apoio que nós precisávamos era o governador decidir apoiar as cidades onde não há ponto de partida do transporte público. Para resolver o transporte público saindo de Goiânia para outras cidades era importante que o Governo entrasse neste processo”, pondera Cruz.  

Bilhete único e pagamento por cartão de crédito 

Entre as ações já consolidadas, o prefeito cita dois programas que já foram feitos e já são utilizados pela população. São os programas de pagamento do transporte público por cartão de crédito e por aproximação e também o bilhete único, que permite que o passageiro pegue mais de um itinerário sem passar por um terminal de ônibus.  

“O bilhete único que tem sido muito positivo para as pessoas que não precisam chegar agora em um terminal para pagar uma passagem só. Quem ganha é a população e não precisa sair de casa tão mais cedo, nem chega em casa tão mais tarde”, comemora o prefeito.  

Outro programa destacado por Rogério Cruz é o do passe livre do trabalhador que, segundo ele, beneficia também empregador, que pagava R$ 200,00 e agora vai pagar somente R$ 180,00 por trabalhador. Este recurso está sendo empregado para que o usuário do transporte público utilize até oito viagens por dia.  

“Antes os R$ 200 serviam apenas para duas viagens para o trabalhador ir e voltar do trabalho, agora ele pode sair de da casa, deixa o filho na escola, pega o transporte novamente, vai para o trabalho e pode ir para a universidade a noite”, comenta o prefeito.  

Outros cinco programas serão lançados pela Gestão, segundo Rogério Cruz. Cita o “Bilhete Família” que será lançado para a família utilize o transporte público aos finais de semana para o lazer e o “Bilhete Meia Tarifa”, que será um recurso para que o usuário pague metade da tarifa (R$ 2,15) quando for percorrer uma distância inferior a 5 km e que também estão em fase de estudos por parte da Gestão Municipal.  

Veja também:

Em uma semana mais de 3 mil funcionários já se cadastraram no Passe Livre do Trabalhador

Bolsonaro aciona PGR após Toffoli negar notícia-crime contra Moraes